Dollar R$ 5,57 Euro R$ 6,07
Dollar R$ 5,57 Euro R$ 6,07

Política Sexta-feira, 27 de Novembro de 2020, 10:18 - A | A

Sexta-feira, 27 de Novembro de 2020, 10h:18 - A | A

IMUNIZAÇÃO

Governo tem condição de comprar vacina para todos mato-grossenses, garante Gallo

Gabriel Soares

Não será por falta de dinheiro que os moradores de Mato Grosso vão ficar sem vacina contra o novo coronavírus. Caso o Ministério da Saúde não cumpra sua parte e distribua a vacina, o governo estadual tem recursos suficientes para adquirir doses de imunizantes para os 3,5 milhões de habitantes do estado. A garantia partiu do secretário de Estado de Fazenda Rogério Gallo, em entrevista ao Bom Dia MT, da TV Centro América, nesta quinta-feira (26).

“Se houver impasse na distribuição de vacinas, por exemplo, por parte do Ministério da Saúde, nós esperamos que isso não vá ocorrer, mas se ocorrer, o governo do Estado de Mato Grosso hoje pode dizer que tem condição de adquirir três milhões e quinhentas mil vacinas para vacinar todos os mato-grossenses”, pontuou.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Gallo explicou a evolução financeira do Estado após os ajustes fiscais promovidos pelo governo Mauro Mendes (DEM), que apesar de impopulares, conseguiram tirar as contas públicas do vermelho, garantindo recursos suficientes para retomar os investimentos e colocar o salário dos servidores em dia.

“Nós conseguimos reverter essa situação. Hoje nós temos orçamento equilibrado, é um estado que tem dinheiro em caixa”, disse. “É importante um estado equilibrado porque na hora em que menos se espera, o Estado tem que estar pronto para agir nesse momento de pandemia”, completou.

Ao detalhar a situação confortável das contas públicas, o secretário também garantiu o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores estaduais, que estava atrasada desde 2018. Segundo ele, os recursos necessários para o pagamento já estão previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021, que está tramitando na Assembleia Legislativa.

“Agora, com o caixa equilibrado, nós podemos falar em Reposição Geral Anual. No ano que vem, inclusive, já está em previsão nessa lei orçamentária que está na Assembleia de pagar a RGA, aquela lá de 2018 que não foi paga, de 2%. Então, já tem previsão orçamentária. É uma boa notícia para o servidor público. O resgate das contas públicas beneficia a todos”, pontuou.

search