Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,96
Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,96

Política Domingo, 20 de Dezembro de 2020, 19:25 - A | A

Domingo, 20 de Dezembro de 2020, 19h:25 - A | A

ELEITO COMO OPOSIÇÃO

Vereador: “Caso paletó é passado; Justiça é quem deve resolver”

Lisiane dos Anjos
Mídia News

O vereador eleito Sargento Vidal (Pros) afirmou que espera que a Câmara de Cuiabá “enterre” de vez as discussões em torno do caso paletó, envolvendo o prefeito reeleito Emanuel Pinheiro (MDB), e foque em ser parceira dos projetos do Executivo, em prol da população.

“A questão do paletó, é com o Ministério Público. A partir de janeiro, comigo lá, se a Câmara resolver abrir de novo uma CPI sobre isso aí, eu voto contra”, disse.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

“Voto contra porque é caso do passado e é a Justiça quem tem que resolver isso agora. Em janeiro nós entramos na Câmara para resolver as coisas de janeiro para frente. E a minha ideia é construir”, acrescentou.

O vereador eleito ainda alfinetou aqueles que criticaram a população por escolher pela reeleição de Pinheiro no Palácio Alencastro.

“A população escolheu Emanuel Pinheiro. Escolheu da mesma forma como me escolheu. Estou lá porque a população votou em mim. Então, eu não posso ficar agora criticando a população que escolheu Emanuel. Tenho que somar com ele para construir, fazer o melhor por Cuiabá, trazer coisas boas”, afirmou.

Apesar de ser filiado a um partido que faz oposição ao emedebista – tendo inclusive apoiado Gisela Simona (Pros) no 1º turno das eleições e Abílio Júnior (Podemos) no 2º turno –, Vidal alega independência e diz que o Legislativo tem que focar no seu trabalho de fiscalizador dos atos do Executivo.

“A Câmara Municipal não pode ser oposição nunca. Câmara não foi feita pra ser oposição ou base. É um poder à parte, fiscalizador das obras do prefeito”, afirmou.

“Eu estou do lado de tudo o que o prefeito mandar para a Casa, desde que não tenha jabuti no meio. O prefeito mandou coisa com jabuti no meio ou coisa ruim, sou contra”, completou.

search