Dollar R$ 5,17 Euro R$ 5,61
Dollar R$ 5,17 Euro R$ 5,61

Polícia Sábado, 27 de Janeiro de 2024, 11:09 - A | A

Sábado, 27 de Janeiro de 2024, 11h:09 - A | A

SUSPEITOS DE MATAR PM

PM revela identidades de suspeitos mortos em confronto com a Rotam

Jovens possuem passagens criminais e são suspeitos de participar do assassinato do sargento PM Djalma Aparecido

Gabriel Soares

Editor-Chefe | Estadão Mato Grosso

A Polícia Militar confirmou a identidade dos dois jovens que morreram durante confronto com a Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam) na noite desta sexta-feira, 26 de janeiro, em Rondonópolis. Vitor da Silva Feitoza, 18 anos, e Vinicius de Oliveira Carvalho, 20, já eram ‘conhecidos’ da Polícia e um deles acumulava várias passagens, apesar da pouca idade.

Segundo a PM, Vinicius tinha passagem por estelionato, cometido em 2022. Já Vitor Feitoza acumula passagens por roubo, uso de moeda falsa, furto, direção perigosa, ameaça e adulteração de sinal identificador de veículo.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Os dois também são suspeitos de envolvimento no assassinato do sargento PM Djalma Aparecido da Silva, de 47 anos, que foi morto enquanto fazia uma caminhada no município de Pedra Preta na última segunda-feira, 22. Eles teriam dado apoio aos assassinos de Djalma.

Uma denúncia anônima apontou que os suspeitos estavam se abrigando em uma casa na região. Os policiais foram ao local para verificar a ocorrência e constataram que havia dois indivíduos armados dentro da residência.

Os policiais foram recebidos a tiros e revidaram imediatamente, deixando os dois suspeitos feridos. Em seguida, os policiais acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para socorrer os suspeitos, que chegaram a ser levados com vida ao Hospital de Bae em Rondonópolis, mas não resistiram aos ferimentos.

Em buscas no local, os policiais encontraram uma pistola Taurus 9mm, com 9 munições, e um revólver calibre 38, com 5 munições. No local também estava uma motocicleta Honda XRE, que seria produto de furto, e uma sacola com 51 munições de fuzil calibre 762.

A Polícia Civil e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) estiveram no local para dar início aos procedimentos de investigação.

search