Dollar R$ 5,44 Euro R$ 5,85
Dollar R$ 5,44 Euro R$ 5,85

Cidades Domingo, 26 de Dezembro de 2021, 12:04 - A | A

Domingo, 26 de Dezembro de 2021, 12h:04 - A | A

CLÍNICAS LOTADAS

Cuiabá emite alerta para surto de gripe após aumento brusco nos atendimentos médicos

Em algumas unidades de saúde, houve aumento de 300% na procura por atendimento médico

Gabriel Soares

Editor-Chefe | Estadão Mato Grosso

O aumento no número de casos de gripe em Cuiabá levou a Secretaria Municipal de Saúde a emitir um alerta no começo da manhã deste domingo, 26 de dezembro, pedindo que a população adote cuidados mais rígidos para evitar a infecção pelo vírus Influenza. Em algumas unidades de saúde, houve aumento de 300% na procura por atendimento médico.

A capital reorganizou sua rede de saúde para lidar com o aumento na demanda devido ao surto atípico da doença, que já aflige ao menos 17 estados brasileiros. Dentre eles, quatro estão em ‘estado de epidemia’: Rio de Janeiro, Espirito Santo, Rondônia e Rio Grande do Norte.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

A orientação da Secretaria de Saúde é para que os cuiabanos procurem imediatamente o serviço de saúde se sentirem quaisquer desses sintomas:

-  Dificuldade para respirar;

-  Lábios com coloração azulada ou arroxeada;

-  Dor ou pressão abdominal ou no peito;

-  Tontura, vertigem ou confusão mental;

-  Vômito persistente;

-  Convulsão;

-  demais sintomas em quadro de agravamento.

Além de Rio de Janeiro e São Paulo, primeiros estados onde o surto de gripe foi constatado, houve aumento brusco na procura pela rede de saúde no Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e Rondônia. O levantamento foi realizado pelo jornal Folha de S. Paulo.

Na última quinta-feira (23), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) emitiu nota afirmando que a onda de casos de gripe no Brasil se deve a uma variante do vírus H3N2, batizada de Darwin.

De acordo com Fernando Motta, pesquisador do Laboratório de Vírus Respiratórios e do Sarampo do IOC, o grande número de pessoas infectadas com o vírus da gripe também é resultado da combinação de uma circulação reduzida do vírus influenza em 2020 com a baixa adesão à campanha de vacinação desse ano. O pesquisador lembra que os cuidados para evitar o contágio e a transmissão da gripe são os mesmos da covid-19.

“Distanciamento social, evitar aglomerações, uso de máscaras, higiene constante das mãos e etiqueta respiratória. São medidas que vimos que ao longo do ano passado e que provavelmente fizeram com que várias viroses respiratórias desaparecessem de circulação. E, com certeza, mitigaram a transmissão do coronavírus”, afirmou Fernando Motta.

 

COMO SE PREVENIR:

Para redução do risco de adquirir ou transmitir doenças respiratórias, especialmente as de grande infectividade, como o vírus Influenza, a melhor maneira de se prevenir contra a doença é os vacinar-se anualmente, principalmente os grupos prioritários, e que sejam adotadas medidas gerais de prevenção e controle, tais como:

·         Frequente higienização das mãos;

·         Utilizar lenço descartável para higiene do nariz;

·         Cobrir nariz e boca quando espirrar e/ou tossir e higienizar as mãos após tossir e/ou espirrar;

·         Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

·         Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos e/ou garrafas;

·         Evitar contato próximo à pessoas que apresentem sinais ou sintomas da Influenza;

·         Evitar sair de casa em período de transmissão da doença;

·         Evitar aglomerações e ambientes fechados;

·         Manter os ambientes bem ventilados;

·         Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

 

Condições que possuem maior risco de complicações:

-  Idade acima de 60 anos ou abaixo de 2 anos;

-  Gestantes em qualquer idade gestacional e puérperas;

-  População indígena aldeada;

-  E indivíduos com doença crônica.

 

IMPORTANTE: O serviço de saúde deve ser procurado imediatamente caso apresente algum desses sintomas:

-  Dificuldade para respirar;

-  Lábios com coloração azulada ou arroxeada;

-  Dor ou pressão abdominal ou no peito;

-  Tontura, vertigem ou confusão mental;

-  Vômito persistente;

-  Convulsão e/ou

-  demais sintomas em quadro de agravamento.

search