Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,95
Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,95

Brasil Sábado, 26 de Dezembro de 2020, 07:45 - A | A

Sábado, 26 de Dezembro de 2020, 07h:45 - A | A

SUBNOTIFICAÇÕES

Nelson Teich estima 230 mil mortes pela Covid-19 no Brasil

Por TV Cultura

Nelson Teich, ex-ministro da saúde do governo Bolsonaro, usou as redes sociais para falar sobre atual situação do coronavírus no Brasil. Segundo as estimativas dele, o país pode ter registrado 230 mil mortes pela Covid-19, ao invés dos 190 mil anunciados oficialmente. Essa diferença é causada pelas subnotificação, que não entram nas estatísticas do governo.

Em publicação no Twitter, o ex-ministro afirmou: “o Brasil marcou ontem, dia 24 de dezembro, 190 mil mortes. Se incluirmos nesse número as mortes subnotificadas, que conservadoramente representam 20% do total atual, estamos atualmente com cerca de 230 mil mortes pela Covid-19 e os números crescem de forma significativa.”
 
Por conta desses números, o médico afirma que essa é a pior pandemia que o Brasil já viveu. A avaliação dele para tirar essa conclusão foi baseada na comparação aos dados durante a gripe espanhola, que aconteceu entre 1918 e 1919.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Naquela época, o Brasil teve 35 mil mortes e a população era de aproximadamente 30 milhões de pessoas. Em números ajustados por Teich aos dados atuais, isso significaria 243 mil mortes pela doença. Uma quantidade bem próxima com a realidade de hoje. Segundo Teich “esses números mostram como a situação é grave, difícil e incerta.”

 
Teich foi ministro da saúde entre os meses de abril e maio. Ele não chegou a completar um mês no cargo por conta das divergências com o presidente no modo da condução ao combate contra a Covid-19.

search