Dollar R$ 5,11 Euro R$ 5,55
Dollar R$ 5,11 Euro R$ 5,55

Polícia Sábado, 26 de Novembro de 2022, 17:21 - A | A

Sábado, 26 de Novembro de 2022, 17h:21 - A | A

ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS

VÍDEO: Produtor preso por trocar tiros com a polícia ostentava vida de luxo e apoio a Bolsonaro

Vilso era ativo nas redes sociais e usava o TikTok para demonstrar apoio às manifestações que contestam o resultado da eleição

Da Redação

Redação | Estadão Mato Grosso

Preso em flagrante por suspeita de integrar o grupo que furtou uma borracharia, incendiou pneus para bloquear estradas e trocou tiros com a polícia, o produtor rural Vilso Gabriel Brancalione, 25 anos, ostentava uma vida luxuosa nas redes sociais. Ele também postava vídeos em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e aos bloqueios nas rodovias, feitos por pessoas que não aceitam a derrota de Bolsonaro nos dois turnos da eleição presidencial.

Vilso era ativo nas redes sociais e usava o TikTok para mostrar sua rotina como empresário do agronegócio. Publicou vídeos de uma viagem para Dubai, para participar de eventos, e de uma viagem a Brasília com o mesmo objetivo. Ele é delegado substituto da Aprosoja desde 2021.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Também publicava vídeos apoiando os bloqueios de rodovias e os acampamentos em frente a quarteis, usando hashtags com os dizeres “não podemos parar”, “sem desanimar” e “democracia”.

Gabriel foi preso junto aos empresários João Pedro de Lima Ceolim e Felipe Carvalho Duffeck. Os três devem responder por furto, disparo de arma de fogo, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, ameaça, crimes contra a paz pública, direção perigosa, bloquear via com veículo, entre outros crimes.

A prisão em flagrante deles foi convertida em preventiva pela Justiça Federal na última quinta-feira (24), como forma de resguardar a ordem pública.

Segundo o boletim de ocorrência, os três foram presos após furtar pneus em uma borracharia para queimar em um bloqueio de rodovia na BR-163, próximo a Nova Mutum. Policiais militares alegam que os suspeitos atiraram quando foram interceptados pela viatura. Eles fugiram e se esconderam em uma fazenda, mas foram localizados e acabaram se entregando.

Os suspeitos disseram aos policiais que agiram por conta própria, mas a polícia investiga a participação de outras pessoas nos crimes. Rádios de comunicação foram encontrados com os suspeitos.

search