Dollar R$ 5,12 Euro R$ 5,56
Dollar R$ 5,12 Euro R$ 5,56

Polícia Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2022, 15:10 - A | A

Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2022, 15h:10 - A | A

ATRÁS DAS GRADES

Empresário que estuprou adolescente e tentou enganar policiais é preso

Ele teve a prisão decretada por ter registrado e divulgado vídeo de sexo com adolescente nas redes sociais do Instagram e do WhatsApp.

Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia de Peixoto de Azevedo, cumpriu um mandado de prisão preventiva nesta quarta-feira (07.12) de um empresário de 28 anos, investigado pelos crimes de estupro de vulnerável, registro de cena de sexo explícito envolvendo adolescente menor de 14 anos e fraude processual.

O autor estava foragido há um mês e teve a prisão decretada por ter registrado e divulgado vídeo de sexo com adolescente nas redes sociais do Instagram e do WhatsApp.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

No diz 24 de outubro deste ano, policiais civis cumpriram uma ordem judicial de busca e apreensão na loja do empresário. Todavia, ele tentou ludibriar os investigadores entregando um celular defeituoso no momento da busca e apreensão. Na delegacia, a escrivã do Núcleo da Mulher desconfiou do aparelho celular que foi apreendido, um modelo Samsung SMA3156. Isso porque, o autor tinha uma imagem publicada no perfil do Instagram utilizando um Iphone.

Assim, os investigadores retornaram ao local e perceberam que o autor tinha trocado os celulares para ocultar provas. A informação foi confirmada no momento em que a mãe do investigado tentou ligar para o filho e o telefone chamou e ele não atendeu, sequer tocando o aparelho que ele havia apresentado aos policiais como sendo o seu.

Depoimento

Em novo depoimento na Delegacia, o autor confessou que era ele no vídeo de sexo com a adolescente e que o registrou o vídeo, porém, não teria divulgado nas redes sociais. Também alegou que acreditava que a adolescente teria 18 anos.

Após o depoimento, ele foi encaminhado para o centro de detenção de Peixoto de Azevedo.

search