Dollar R$ 5,41 Euro R$ 5,80
Dollar R$ 5,41 Euro R$ 5,80

Mundo Domingo, 12 de Dezembro de 2021, 08:06 - A | A

Domingo, 12 de Dezembro de 2021, 08h:06 - A | A

LUTO NA ARTE

Anne Rice, autora de 'Entrevista com o vampiro', morre aos 80 anos

Escritora americana publicou mais de 30 livros e virou referência no gênero gótico. Grande sucesso da autora foi traduzido no Brasil por Clarice Lispector e virou filme em 1994.

G1

A escritora americana Anne Rice morreu aos 80 anos por complicações de um AVC. O filho, Cristopher Rice, fez uma publicação no perfil da mãe nas redes sociais. "Anne nos deixou quase 19 anos depois que meu pai, seu marido Stan, morreu", escreveu Cristopher.

Rice nasceu em Nova Orleans, no estado da Luisiana, nos Estados Unidos, em 1941. O maior sucesso da carreira como escritora foi a série "Crônicas vampirescas", a primeira delas "Entrevista com o vampiro", de 1976. No Brasil, o livro foi traduzido por Clarice Lispector. Em 1994, o livro virou filme, também de grande sucesso. No elenco, Tom Cruise, Bradd Pitt, Kristen Dunst, Antonio Banderas, além da própria autora. Aos 80 anos, Anne ainda escrevia e publicava. A última obra, lançada no Brasil em 2018, foi "Comunhão do Sangue".

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Formada em ciência política e escrita criativa pela Universidade de São Francisco, Anne foi publicada em todo o mundo. Começou a escrever em 1972, após a perda da filha Michele, de cinco anos, que morreu de leucemia.

Anne mantinha uma página ativa no Facebook com mais de um milhão de seguidores, onde frequentemente interagia com os fãs, fazia perguntas sobre as suas obras, estimulava conversas sobre os livros. Foi nesta mesma página que o filho, Cristopher, anunciou a morte da autora.

"Estou de coração partido ao trazer notícias tão tristes para vocês. Mais cedo nesta noite, Anne morreu devido a complicações de um AVC. (...) Como mãe, ela me apoiou incondicionalmente. Me ensinou a perseguir meus sonhos, rejeitar a conformidade e desafiar o meu medo e falta confiança. Como escritora, me ensinou a desafiar as barreiras do gênero e me entregar às minhas paixões obsessivas.", escreveu Cristopher, em homenagem à mãe.

Cristopher informou também que a mãe seria enterrada em uma cerimônia privada em Nova Orleans, onde nasceu. E anunciou para o ano que vem um evento aberto ao público, amigos e leitores para celebrar a obra de Anne.

 

search