Dollar R$ 5,46 Euro R$ 5,97
Dollar R$ 5,46 Euro R$ 5,97

Eleições 2020 Segunda-feira, 09 de Novembro de 2020, 17:16 - A | A

Segunda-feira, 09 de Novembro de 2020, 17h:16 - A | A

JACIARA

Coligação denuncia primeira-dama por compra de voto

Rafael Machado

A coligação “Para o Bem de Jaciara”, da candidata a prefeita Andreia Wagner (PSB), denunciou a primeira-dama do município e atual secretária municipal de Assistência Social e Cidadania, Luciana Cristina dos Santos, por suposta compra de votos que teria ocorrido após um evento de campanha de seu marido, Abduljabar Mohammad (PSDB), que disputa a reeleição.

Em resposta, a coligação “Jaciara no Caminho Certo”, encabeçada pelo atual prefeito, repudia o que eles classificam de “tentativa baixa e covarde”.

A chapa de Andreia Wagner apresentou uma representação por captação ilícita de sufrágio contra seu adversário e o candidato a vice-prefeito Claudinei Pereira (PSDB), pedindo a cassação do registro de candidatura dos tucanos e, caso eleitos, cassação dos diplomas.

No pedido feito à Justiça, os advogados destacam que a suposta compra de voto teria ocorrido após uma reunião política com participação de mais de 200 mulheres, que ocorreu no último dia 03 de novembro. Ao final do evento, Luciana teria oferecido “benesses” a uma eleitora em troca de apoio e voto.

A conversa foi gravada por uma eleitora e anexada aos autos da representação. O documento descreve parte do áudio em que Luciana teria oferecido participação da mulher no “aluguel social” pelo período de dois meses, em troca de ajuda. Além disso, Luciana teria pedido que a eleitora manifestasse apoio ao seu marido nas redes sociais. Também teria sido oferecido um cargo na prefeitura, caso o atual prefeito seja reeleito.

Na representação, a coligação cita que “as promessas restaram claras e diretas, bem como o pedido de voto foi expresso, não havendo nem mesmo que se falar em pedido implícito (o que também seria admitido)”.

OUTRO LADO - Em nota, a coligação “Jaciara no Caminho Certo” negou qualquer tentativa de compra de voto. A chapa destaca que o áudio se trata de montagem para prejudicar a campanha de reeleição do atual prefeito. Acrescentam que ‘Abdo’ e a primeira-dama repudiam o ato e que medidas judiciais serão tomadas para apurar os autores da montagem. A coligação ainda afirma que a acusação é uma “notícia plantada” pelo adversário.

“Mais uma vez a candidata adversária busca ataques sem fundamentos, com mentiras, usando a velha política suja e de caráter duvidoso. A campanha à reeleição do prefeito Abdo irá seguir da mesma forma, com propostas e mostrando as diversas obras e melhorias. As medidas jurídicas serão tomadas para apurar os autores da montagem e das mentiras novamente veiculadas”, diz trecho da nota.

Veja a íntegra da nota:

Nota de repúdio

A coligação “Jaciara no Caminho Certo” repudia a tentativa baixa e covarde de um suposto áudio de compra de voto em Jaciara. A primeira-dama, Luciana Santos, sempre trabalhou com afinco e dedicação para o bem-estar e melhora de vida dos que mais precisam.

O áudio não reflete em nada a realidade de Jaciara e se trata de montagem para prejudicar a campanha limpa e propositiva do prefeito Abdo. É uma notícia plantada pelo desespero que toma conta da candidatura rival.

Em nenhum momento há tentativa de compra de voto, algo que o prefeito Abdo e a primeira-dama Luciana repudiam. Mais uma vez a candidata adversária busca ataques sem fundamentos, com mentiras, usando a velha política suja e de caráter duvidoso.

A campanha à reeleição do prefeito Abdo irá seguir da mesma forma, com propostas e mostrando as diversas obras e melhorias. As medidas jurídicas serão tomadas para apurar os autores da montagem e das mentiras novamente veiculadas.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

search