Dollar R$ 5,17 Euro R$ 5,62
Dollar R$ 5,17 Euro R$ 5,62

Economia Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2022, 07:10 - A | A

Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2022, 07h:10 - A | A

OS OLHOS DA CARA

Cesta básica fica R$ 3,50 mais barata em Cuiabá; leite acumula queda de 25% no preço

Recuo mínimo mantém valor nas alturas e economia não paga nem a passagem de ida ao mercado

Fecomércio-MT

Interrompendo uma sequência de três altas, a cesta básica em Cuiabá voltou a registrar recuo, de 0,46%, na última semana de novembro. O levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF-MT) mostra que o indicador saiu de R$ 760,20 na quarta semana para os atuais R$ 756,72.

Entre os produtos que registraram queda, o tomate e a batata foram os itens que ajudaram a impulsionar o recuo na semana, de -4,32% e -5,48%, respectivamente, em razão das suas safras e do fator climático. Ainda segundo o Instituto, o açúcar, que apresentou queda no preço de -6,39%, sofreu grande influência do mercado internacional.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Outro item de destaque foi o leite, que, nas últimas semanas, tem registrado recuos no seu preço, custando R$ 6,78 o litro, menor valor desde junho. O item, no entanto, já chegou a custar R$ 9,06 o litro no mês de julho. Desde julho, o preço do leite caiu 25%. 

O superintendente da Fecomércio-MT, Igor Cunha, salientou que “mesmo o indicador da cesta básica apresentando crescimento nas últimas três semanas, a recente queda pode ser um sinal de estabilidade e, além disso, pode fornecer maior otimismo para diminuições futuras, já que a maioria dos itens demonstram queda na semana atual”.

Ainda com relação ao recuo no preço próximo ao fim do ano e datas comemorativas, Cunha ressaltou ser um sinal positivo para a economia de Cuiabá, o que deve contribuir para um manejo de renda mais favorável para as famílias.

“Oito dos cinco itens que compõem a cesta tiveram recuo semanal. A variação negativa da farinha de trigo e do leite, igualmente ocorrido com seus derivados, contribui na diminuição do peso de crescimento da cesta”, finalizou.

search