Dollar R$ 5,17 Euro R$ 5,61
Dollar R$ 5,17 Euro R$ 5,61

Cidades Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2022, 14:57 - A | A

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2022, 14h:57 - A | A

AUMENTO CASOS COVID

Sorriso volta a exigir uso de máscaras em unidades de saúde

Reginaldo de Souza | Pref. de Sorriso

Uso de máscara de proteção facial volta a ser recomendado em unidades de saúde. Quais unidades? Todas, desde farmácias, laboratórios, às Unidades de Saúde da Família (USFs – os postinhos de saúde), Unidade de Pronto Atendimento (UPA), consultórios médicos e hospitais, seja de rede pública ou privada.

A decisão foi tomada na reunião do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 desta quinta-feira (15 de dezembro). A medida, explica o secretário de Saúde e Saneamento, Silvio Stolfo, é uma forma de frear novos casos da Covid-19 e, da mesma forma, prevenir o avanço de outras doenças, como a gripe, por exemplo.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

“Tem qualquer sintoma gripal? Use máscara”, orienta o gestor, lembrando que outro sintoma, não tão conhecido da Covid-19, está sendo observado com mais frequência nos últimos dias: a conjuntivite. Por isso, a importância de seguir sendo tomada outra medida bem conhecida quando se fala em Covid-19, o isolamento. “Atualmente, estamos com 156 casos ativos, e volto a reforçar a importância de as pessoas cumprirem o esquema vacinal, o que reduz drasticamente os riscos de complicações”, acrescenta

Assim como na reunião interna de terça-feira (13 de dezembro), o prefeito Ari Lafin deixou claro que a Administração Municipal segue atenta à evolução dos casos e, se houver necessidade, outras medidas serão tomadas. “Estamos a postos e prontos para agir de acordo com a necessidade”, afirma.

Testagem

Todas as UFSs, assim como a UPA Sara Akami Ichicava podem fazer o teste para detectar a contaminação por Covid-19. Então é só chegar com os sintomas e fazer o teste? Não. Para que haja precisão no teste, ele deve ser feito entre o 3.º e o 7.º dia dos sintomas.

Tratamento

E o tratamento? Ele é sintomático, ou seja, a medicação é indicada de acordo com o sintoma que a pessoa apresenta. Diretor clínico da UPA, o médico Henedy Freitas explica que já foi aprovado um medicamento específico para o tratamento da Covid-19, o antiviral formado pelos comprimidos nirmatrelvir e ritonavir.

De acordo com o Ministério da Saúde, o remédio é indicado para o tratamento da infecção de pessoas com risco de internações, complicações e mortes por causa da doença. No entanto, lembra o médico, o medicamento ainda não chegou à rede básica de saúde do Município e, independentemente, o tratamento sintomático, ou seja, de acordo com a situação de cada paciente, segue recomendado.

Se o paciente com Covid vai tomar antibiótico? Sim, se apresentar infecção na garganta, por exemplo. Em outras situações, somente antitérmicos ou remédios para dor.

“Todos os medicamentos receitados pelos médicos da rede básica de saúde estão disponíveis em nossas farmácias cidadãs”, complementa Stolfo.

Atendimento

Pessoas com sintomas leves que podem indicar infecção por Covid-19 podem buscar atendimento nas Unidades de Saúde da Família (USFs), de segunda à sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h; e quem estiver com sintomas mais fortes deve ir direto para a UPA Sara Akemi Ichicava, que funciona nas 24 horas do dia, todos os dias. Sintomas leves? Coriza, aquele cansaço (a tal da fadiga, né), dor de cabeça, dor muscular, entre outros. Agora, se a respiração tá difícil, a dor de cabeça tá muito forte e a febre muito alta, aí é melhor seguir para a UPA.

Os exames podem ser feitos tanto na UPA, quanto nas USFs, desde que seja respeitado o período de apresentação dos sintomas.

Festa Popular de Rèveillon

Para evitar aglomerações e garantir um tranquilo início de 2023, não haverá festa popular para celebrar o Ano Novo, assim como em 2020 e 2021. “Um evento deste porte poderia reunir de 25 mil a 30 mil pessoas e aí, potencialmente, o risco de novas contaminações aumenta muito”, pondera o prefeito Ari Lafin.

O gestor destacou que todas as noites, as famílias podem festejar o fim de 2022 e o nascer de 2023 com programações culturais na Praça da Juventude, dentro da programação do Natal Luz. “Há um revezamento de público, com atrações todas em espaço aberto”, contextualiza.

Além de proteger a saúde dos cidadãos e resguardar a operacionalidade do sistema de saúde, a decisão de não promover a festa popular também leva em consideração o início da safra de soja. “Somos um Município focado no agronegócio e observar as demandas deste setor é indispensável para a nossa sustentabilidade”, pontua.

search