Dollar R$ 5,39 Euro R$ 5,79
Dollar R$ 5,39 Euro R$ 5,79

Cidades Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021, 15:36 - A | A

Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021, 15h:36 - A | A

CRIME DE TRÂNSITO

Mais 14 pessoas são presas por embriaguez ao volante

Além destas, o álcool foi identificado no organismo de mais 24 condutores

Nádia Mastella | Prefeitura de Sorriso

Dos 310 veículos que passaram pela Avenida Blumenau das 23h de sexta-feira (26) à 1h30 de sábado (27), 108 foram abordados para que seus condutores fossem submetidos ao teste do etilômetro. Até às 4h da matina de sábado, o trabalho foi intenso para equipes da Polícia Militar (PM), da Guarda Municipal de Trânsito (GM), da Polícia Judiciária Civil (PJC), do Corpo de Bombeiros e do Detran, durante a 17.ª edição da Operação Lei Seca em Sorriso.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

A operação, articulada por meio da parceria entre forças do Estado e da Prefeitura, via Secretaria Municipal de Segurança Pública, Trânsito e Defesa Civil (Semsep), conta com o aval do Gabinete de Gestão Integrada e tem um objetivo central: reduzir acidentes, evitar mortes e sensibilizar condutores sobre o fato de que conduzir veículo depois de beber é assumir o risco de provocar um acidente.

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Ao todo, foram feitos 108 testes de alcoolemia e o resultado mostrou que, dos testados, 38 apresentaram álcool no organismo. Dentro deste grupo, 14 foram detidas por estar com nível igual ou superior a 0,34 de álcool por litro de ar alveolar, o que configura crime de trânsito, conforme o artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Quando este volume é igual ou menor que 0,33, é configurada infração de trânsito, conforme o artigo 165, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), realidade de 24 dos condutores abordados.

Vale lembrar que a multa, tanto nos casos de infração, quanto nos momentos em que a pessoa se recusa a soprar o etilômetro, é de R$ 2.934,70, visto que ambas as práticas são consideradas gravíssimas, com recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e até mesmo remoção do veículo. Quando é configurado o crime, além de todas estas penalidades, a detenção pode ser de seis meses a três anos.

“Voltamos a pedir que as pessoas não se arrisquem a conduzir veículos depois de terem ingerido álcool, pois isso pode colocar em risco não apenas a vida do condutor, mas também de quem estiver no veículo ou de terceiros ”, destaca o titular da Semsep, José Carlos Moura, reiterando que a mudança de comportamento é indispensável para a promoção de um trânsito mais seguro.

search