Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,83
Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,83

Brasil Sexta-feira, 22 de Outubro de 2021, 12:20 - A | A

Sexta-feira, 22 de Outubro de 2021, 12h:20 - A | A

DEU NO CORREIO BRAZILIENSE

Guedes pediu demissão e Bolsonaro tenta segurá-lo, diz site

Da Redação

Redação | Estadão Mato Grosso

O ministro da Economia, Paulo Guedes, teria pedido demissão do cargo ao presidente Jair Bolsonaro na noite de quinta-feira (21), após uma forte discussão devido às manobras do governo para furar o Teto de Gastos na tentativa de emplacar o Auxílio Brasil. A informação é do site Correio Braziliense e ainda não foi confirmada oficialmente.

O colunista Vicente Nunes, que atua nos bastidores de Brasília há 34 anos, informou que ouviu a confirmação de quatro interlocutores no Palácio do Planalto. Segundo ele, Guedes subiu o tom contra as manobras para furar o Teto de Gastos, que permitiram ao governo abrir despesas adicionais de até R$ 83 bilhões em 2022.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

O pedido de demissão teria ocorrido logo após a saída de quatro de seus assessores, que não aceitaram a farra fiscal. Na noite de quinta, pediram demissão o secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal; o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt; a secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas; e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo.

A avaliação que se faz nos bastidores é que Guedes está sendo ‘fritado’ e desmoralizado pelo governo. Contudo, Bolsonaro ainda estaria trabalhando para segura-lo no cargo, em uma tentativa de ‘acalmar’ o mercado. Outras fontes também já confirmaram que Bolsonaro autorizou a sondagem de nomes para substituir Guedes à frente da Economia.

search