Dollar R$ 5,17 Euro R$ 5,61
Dollar R$ 5,17 Euro R$ 5,61

Saúde e Bem Estar Segunda-feira, 18 de Março de 2024, 17:58 - A | A

Segunda-feira, 18 de Março de 2024, 17h:58 - A | A

RAIOS UV

Nova onda de calor exige atenção redobrada com os olhos

Assessoria de Imprensa

Uma nova onda de calor, que já está influenciando o país desde o início da semana e está prevista para se prolongar até o fim do verão, em 20 de março - de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), esta já é a terceira do ano, com temperaturas em até 5°C acima da média e picos de até 40°C -, vem trazendo preocupações não apenas meteorológicas, mas também de saúde ocular, pois o desconforto térmico expõe a população a uma série de riscos, alerta Myrna Serapião, especialista em doenças externas oculares e córnea, e diretora médica da Vision One, rede nacional de hospitais oftalmológicos presente em 9 Estados e 21 cidades brasileiras, que anualmente realiza mais de 3 milhões de atendimentos e procedimentos.

A médica explica que sintomas como olho seco, vermelhidão, coceira, irritação, ardência e sensibilidade à luz podem surgir devido à exposição prolongada ao calor e que preocupação é ainda maior devido aos recordes de calor, facilitando o surgimento de doenças oculares decorrentes de infecções por vírus e bactérias. "Além das queixas comuns, os raios UV presentes na luz solar estão associados a problemas sérios de visão, como catarata e degeneração da retina", alerta Myrna.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Ela também adverte que a constante exposição ao sol pode aumentar o risco de pterígio (crescimento anormal da membrana que reveste a parte branca do olho) e de fotoceratite, uma dolorosa condição ocular causada pela prolongada exposição aos raios ultravioleta (UV).

O uso frequente de ar-condicionado, especialmente em ambientes corporativos, também preocupa Myrna. "O ressecamento ocular pode levar ao embaçamento da visão, afetando não apenas o conforto visual, mas também a funcionalidade dos olhos", destaca a especialista.

A médica também reforça que pessoas que usam lentes de contato devem redobrar os cuidados, pois o uso prolongado de ar-condicionado pode causar desconforto e ressecamento das lentes.

Para minimizar esses problemas, Myrna recomenda hidratação constante dos olhos, respeitando os intervalos corretos de limpeza das lentes e, ao sair de ambientes com ar-condicionado, deve-se procurar piscar frequentemente, pois a prática promove a lubrificação dos olhos.

Previna-se

Durante uma onda de calor, a negligência em relação à saúde ocular pode se agravar devido às condições climáticas extremas: temperaturas elevadas e exposição excessiva ao sol podem aumentar o risco até mesmo de lesões causadas por coceiras constantes ou queimaduras por exposição ao sol. Portanto, diz a médica, é importante conscientizar sobre a importância dos cuidados com os olhos para garantir o acesso igualitário a serviços oftalmológicos, especialmente durante períodos de condições climáticas extremas”.

Prevenção ainda é o melhor caminho e as dicas são fáceis de serem colocadas em prática.

Confira:

* Quando estiver na praia ou na piscina, é importante proteger seus olhos usando óculos próprios para nadar, além de evitar coçá-los para prevenir lesões.
* Se você costuma usar lentes de contato, opte por modelos descartáveis ao ir à piscina ou à praia. Não se esqueça de usar óculos de sol com proteção UV sempre que estiver ao ar livre para proteger seus olhos dos raios solares prejudiciais.
* É fundamental também reduzir o tempo de uso de dispositivos eletrônicos, como celulares e computadores, e fazer pausas frequentes para descansar os olhos.
* Se sentir desconforto ocular, é crucial buscar orientação de um oftalmologista e evitar a automedicação, especialmente com colírios.

search