Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,93
Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,93

Política Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020, 17:12 - A | A

Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2020, 17h:12 - A | A

JULGAMENTO DAS URNAS

Vereador que queria matar mosquito da covid não se reelege em MT

Estadão Mato Grosso

Em março deste ano o vereador da pequena Aripuanã (1.203 km de Cuiabá), Audison da Silva Lima (PSB), ganhou notoriedade ao dar um show de desconhecimento sobre a situação alarmante que o Brasil já enfrentava com a chegada da pandemia de covid-19. Na ocasião, ele disse que a cidade não podia parar por causa do “mosquito que transmite o coronavírus”. No mês passado, ele não conseguiu se reeleger.

Em 2016, Audison foi eleito ao receber 301 votos. Em novembro deste ano, o parlamentar recebeu apenas 58% do pleito anterior, acumulando 175 votos, e não se reelegendo.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Na época do caso, Audison encaminhou um áudio aos colegas parlamentares, para que eles se reunissem de maneira emergente e elaborassem um decreto legislativo para liberar o funcionamento do comércio.

“O município tem muito pernilongo e nunca vi ninguém infectado, [isso] é coisa dos esquerdistas que querem enforcar [o presidente] Bolsonaro”, disse na época.

Mato Grosso ainda estava no começo da pandemia quando o vereador soltou a “pérola”. Eram apenas 11 casos confirmados da doença. Hoje, o estado já possui o total de 172.251 casos confirmados e 4.331 pessoas mortas.

search