Dollar R$ 5,13 Euro R$ 5,57
Dollar R$ 5,13 Euro R$ 5,57

Política Sexta-feira, 26 de Abril de 2024, 07:11 - A | A

Sexta-feira, 26 de Abril de 2024, 07h:11 - A | A

VEJA VÍDEO

Mauro descarta estadualizar HMC e São Benedito e topa intervenção "geral" na prefeitura

Fernanda Leite

Repórter | Estadão Mato Grosso

O governador Mauro Mendes (União) disse nesta quinta-feira,25 de abril, que a estadualização do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) e do Hospital São Benedito estão "fora de cogitação". A proposta foi defendida nesta semana pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Sérgio Ricardo: " seria o caminho mais eficaz para resolver a crise".

Mendes falou ainda que se for uma proposta de interdição em toda à Prefeitura de Cuiabá, ele "topa": "Estadualizar o HMC e o São Benedito está fora de cogitação. Agora, se eles quiserem uma intervenção na prefeitura para tirar essa conversa de vez, eu topo", disse o governador.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

A Saúde de Cuiabá ficou sob intervenção estadual no ano passado pelo período de 10 meses e foi entregue para a gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) no dia 31 de dezembro de 2023. E foi decretada pela Justiça atendendo a pedido do Ministério Público do Estado, que apontou “completa calamidade pública” na saúde, após denúncias de falta de medicamentos e médicos nas unidades, entre outras.

Mendes citou ainda que o Governo do Estado havia conseguido resolver partes dos problemas encontrados na Saúde da Capital, mas a atual gestão retornou com o caos na saúde.

VEJA VÍDEO: 

search