Dollar R$ 5,42 Euro R$ 5,83
Dollar R$ 5,42 Euro R$ 5,83

Política Quinta-feira, 18 de Novembro de 2021, 07:20 - A | A

Quinta-feira, 18 de Novembro de 2021, 07h:20 - A | A

MODAL DA DISCÓRDIA

Defensor do VLT, Stopa vai topar conversa sobre BRT com Governo do Estado

Prefeito em exercício tem adotado tom mais ameno que o titular da cadeira, Emanuel Pinheiro, que está afastado do cargo pela justiça e que nutre forte richa com o governador

Jefferson Oliveira

Repórter | Estadão Mato Grosso

Felipe Leonel

Repórter | Estadão Mato Grosso

O prefeito em exercício de Cuiabá, José Roberto Stopa (PV), afirmou que apesar de ser favorável ao Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), poderá se sentar com o governador Mauro Mendes (DEM) para debater a troca do modal para o Bus Rapid Transit (Ônibus de Trânsito Rápido, em tradução livre), o BRT. A declaração foi dada na tarde desta quarta-feira (17), na vistoria da ETE Ribeirão do Lipa.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Mais cedo, Mauro Mendes afirmou que, com Stopa à frente da Prefeitura de Cuiabá, a viabilização do modal será mais “tranquila”.

“Essa é uma discussão que, se eu estiver à frente da Prefeitura, eu vou ter. Não sei se vou estar, vamos esperar os próximos dias, para ver a decisão até do próprio prefeito e, obviamente, nós vamos avaliar, vamos conversar sempre”, disse. “Pessoalmente, eu sou a favor do VLT, sempre deixei isso muito claro”, completou Stopa.

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso canal no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

O prefeito ainda adiantou que apesar de ser favorável ao modal que é defendido pelo prefeito titular, Emanuel Pinheiro (MDB), as questões a serem discutidas são técnicas e que não é uma “coisa que vai acontecer amanhã”. Stopa também apontou que o VLT é um transporte limpo e sustentável, mas ainda é preciso analisar a viabilidade técnica.

“Na verdade, eu não tenho, eu não fiz um estudo e não tenho isso ainda em mente. Portanto, tenho evitado de tocar nesse assunto porque acho que não é o momento, mas no momento certo nós vamos realizar esse estudo e, obviamente, discutir a nível de Prefeitura com o Governo do Estado”, afirmou.

search