Dollar R$ 5,46 Euro R$ 5,87
Dollar R$ 5,46 Euro R$ 5,87

Polícia Segunda-feira, 20 de Dezembro de 2021, 14:43 - A | A

Segunda-feira, 20 de Dezembro de 2021, 14h:43 - A | A

DE OLHO NO GATO

Quatro pessoas são presas por furto de energia elétrica

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Vila Bela da Santíssima Trindade, em uma ação conjunta com a concessionária de energia elétrica do estado, Energisa MT, realizou na última semana a Operação Circuito Fechado de repressão qualificada ao furto e desvio de energia elétrica, além das medidas administrativas.

A operação resultou em dez locais fiscalizados, encontradas irregularidades como rompimento de cabos, lacres e o desvio de energia através de entalhes na fiação. Quatro pessoas foram presas em flagrante pelo crime de furto qualificado pelo rompimento de obstáculo.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

As equipes da Energisa, acompanhadas por uma equipe da Polícia Civil, constataram a subtração em tempo real. Parte desse trabalho consistia em desligar a ligação original (relógio) e observar que as residências ainda continuavam com abastecimento elétrico.

Diante dos claros sinais de subtração, considerando que as infrações penais se prolongavam no tempo, em permanência, os policias e técnicos tinham autorização para adentrar as residências para fazer cessar a subtração e prender os infratores em flagrante.

Alguns dos locais já eram alvos de fiscalizações anteriores, mas havia resistência por parte dos consumidores.

Durante a operação foi feita a representação por busca e apreensão domiciliar em uma residência onde os sinais de subtração ainda não estavam concretos. Durante o cumprimento da busca, além da subtração de energia, foi encontrada uma caixa de munição sem documentação legal, que será apurado em inquérito policial para apurar o crime de posse ilegal de munição.

Alguns medidores de energia foram apreendidos e encaminhados para a perícia. As ligações irregulares constatadas foram desligadas e os consumidores notificados quanto às obrigações administrativas e legais.
Segundo o delegado João Paulo Berté, os consumidores têm um prazo para regularizar os lacres e as caixas de distribuição, sob pena de terem o fornecimento de energia suspenso. Já a responsabilidade penal dos infratores vai ser apurada em inquérito policial, que, após concluído, será remetido ao Poder Judiciário.

search