Dollar R$ 5,41 Euro R$ 5,80
Dollar R$ 5,41 Euro R$ 5,80

Polícia Sexta-feira, 19 de Novembro de 2021, 08:24 - A | A

Sexta-feira, 19 de Novembro de 2021, 08h:24 - A | A

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Homem que matou esposa é encontrado no Pará 8 meses após o crime

Da Redação

Redação | Estadão Mato Grosso

E.C.P.F., de 28 anos, autor do feminicídio que vitimou Nayara Rodrigues Azevedo, ocorrido em março deste ano, na região rural de Ribeirão Cascalheira (542 km de Cuiabá), foi preso nesta quinta-feira,18 de novembro no interior do Pará.

Ele foi preso pela Polícia Civil do município de Eldorado dos Carajás, após troca de informações entre a Delegacia de Ribeirão Cascalheira e policiais civis do estado vizinho.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

Após diversas diligências, a equipe de investigação de Ribeirão Cascalheira conseguiu descobrir o paradeiro do autor do feminicídio, que estava com a prisão decretada pela Justiça de Mato Grosso. As informações foram repassadas aos policiais civis paraenses, que cumpriram o mandado na tarde de hoje.

O corpo de Nayara, de 23 anos, foi encontrado no dia 29 de março deste ano, em uma residência de um assentamento na zona rural de Ribeirão Cascalheira. A vítima foi alvejada com disparos de arma de fogo, golpes e o estado do corpo indicava que ela havia sido morta há pelo menos três dias.

Conforme o boletim de ocorrência inicialmente registrado, a mãe do suspeito do crime acionou a Polícia Militar e disse que há três dias não via o filho e a nora, ambos moradores de Querência. Na manhã do dia 29 de março, a mulher foi até a residência que o casal utilizava para passar finais de semana a lazer e fica próxima à casa dela, e disse que sentiu mau cheiro no local. Segundo ela, seguiu até casa e notou que a chave estava na porta e, ao entrar, sentiu um cheiro forte e acionou a polícia.

Na casa, os policiais militares encontraram marcas de sangue no piso da cozinha. No quarto, em cima da cama, estavam duas armas e no chão, o corpo da vítima já em estado de decomposição.

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

A equipe da Polícia Civil foi acionada e iniciou a apuração do crime. Conforme o delegado Sérgio Luís Henrique, inicialmente, a mãe do suspeito se mostrou desesperada e declarou à Polícia Civil que o filho podia ter sido sequestrado. Na semana seguinte ao crime, a mulher mudou a informação dada anteriormente aos policiais civis e disse que o filho foi ao estado de Goiás para comprar gado.

Diante das informações coletadas que apontavam para a autoria do crime, o delegado representou pela prisão do suspeito, deferida pelo juízo da comarca local. No decorrer da investigação, os investigadores obtiveram mais informações que indicaram o suspeito como o autor do feminicídio.

Posteriormente, o autor do crime será recambiado a Mato Grosso. 

search