Dollar R$ 5,39 Euro R$ 5,79
Dollar R$ 5,39 Euro R$ 5,79

Opinião Sábado, 13 de Novembro de 2021, 06:00 - A | A

Sábado, 13 de Novembro de 2021, 06h:00 - A | A

EDITORIAL - 13/11/2021

O colosso brasileiro

Da Editoria

Editoria | Estadão Mato Grosso

Mato Grosso confirmou seu potencial econômico com o crescimento de 4,1% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, o segundo melhor resultado entre os estados brasileiros. O resultado foi divulgado nesta sexta-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em termos gerais, o valor do PIB mato-grossense em 2019 alcançou R$ 142,12 bilhões, resultando em um PIB per capita de R$ 40.787. É o sétimo maior do País, atrás do Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

O setor de serviços é o maior responsável pelo resultado positivo de Mato Grosso, representando 62,4% de toda a riqueza produzida no estado, por meio de suas diversas atividades. Entre elas, destaca-se o comércio e reparação de veículos, que movimentou um total de R$ 22,1 bilhões em 2019. Só que, isoladamente, a agricultura é a atividade mais significativa, representando 18,6% do total de riquezas produzidas, com um total de R$ 23,494 bilhões movimentados no período. Importante ressaltar também que a agropecuária é uma das principais responsáveis pelo resultado positivo de outro setor, já que traz divisas do exterior para circular no estado.

Já a participação do setor da indústria foi de 16,3% na economia local e crescimento de 1,3%. A atividade de indústrias de transformação apresentou queda de 1,1%, apesar do desempenho positivo em volume dos segmentos da indústria de biocombustíveis e de produtos químicos vinculados à produção de defensivos agrícolas.

Apesar de ter sido superado pelo Tocantins em 2019, Mato Grosso continua sendo o estado que mais cresceu entre 2002 e 2019, com um acumulado de 130,4% no período, fato que foi ressaltado pela gerente de Contas Regionais do IBGE, Alessandra Poça. “Na análise de desempenho ao longo da série 2002-2019, o Mato Grosso continua se destacando com a maior variação em volume acumulada entre os entes federativos, um crescimento de 130,4% no período. O desempenho do estado esteve bastante vinculado à agropecuária, devido ao cultivo de algodão e à pecuária no período”.

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso canal no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Mato Grosso é um colosso na economia e tende a continuar apresentando resultados positivos nos balanços seguintes, já que é o maior produtor de commodities agrícolas do país e foi muito beneficiado com a desvalorização do real e a supervalorização das commodities durante a pandemia de covid-19. Tanto que foi o estado que menos sentiu os efeitos da crise econômica causada pela pandemia. Entretanto, ainda carece de políticas públicas que ajudem a transferir tamanha riqueza de volta à base da pirâmide social. Um estado rico deve olhar mais para o seu povo.

search