Dollar R$ 5,60 Euro R$ 6,10
Dollar R$ 5,60 Euro R$ 6,10

Opinião Domingo, 29 de Novembro de 2020, 21:05 - A | A

Domingo, 29 de Novembro de 2020, 21h:05 - A | A

NOTA DO EDITOR

Morreu pela boca

Da editoria

O peixe morre pela boca. Nitidamente despreparado, Abílio Brunini deu um show de arrogância no segundo turno das eleições e já cantava vitória antes do tempo, chegando ao cúmulo de dispensar votos e chamar os indecisos de “cúmplices da corrupção”. A resposta foi dada nas urnas. Em apenas uma semana, o candidato que liderava as intenções de voto com 8 pontos percentuais de folga, o equivalente a cerca de 25 mil votos, derreteu e acabou superado por uma pequena margem de seis mil votos.

Abílio tinha tudo na mão para ganhar: o apoio de todos os derrotados do primeiro turno, do governador e de várias outras lideranças. Mas não tinha a essência de um político, não soube lidar com as adversidades. Atacou a imprensa para não responder uma pergunta simples, se fez de vítima e depois, como todo ‘bom agressor’, pediu desculpas para voltar a fazer tudo de novo.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Quem o ouvia atentamente percebia as incoerências em seu discurso. Em um momento, usava a matéria recente de um jornal contra seu adversário, mas logo depois acusava o mesmo jornal de ser ‘vendido’. Das duas, uma: ou não entendia o que falava, ou agia de má-fé contra os jornalistas. No primeiro caso, revela despreparo. No segundo, desprezo pela democracia.

Abílio fez seu palanque sobre as ondas do ódio, de onde tocava seu samba de uma nota só. Desafinou e encolheu quando as pessoas perceberam que o ódio nada constrói.

Em alguns dias, Abílio deixará também seu cargo de vereador, para se tornar um cidadão comum. Sai da cena política com a imagem arranhada, já que mesmo aqueles que o apoiaram sabiam que ele não era, de fato, a melhor opção.

Com sua votação, Abílio até se qualifica para a vida política. Mas, antes disso, precisa aprender algumas lições sobre autocontrole e humildade. Acima de tudo, precisa aprender a respeitar, principalmente aqueles que estão trabalhando para informar a sociedade e, assim, ajudar a construir um futuro melhor para todos.

abilio camisa de força

 

search