Dollar R$ 5,12 Euro R$ 5,56
Dollar R$ 5,12 Euro R$ 5,56

Opinião Terça-feira, 30 de Janeiro de 2024, 11:32 - A | A

Terça-feira, 30 de Janeiro de 2024, 11h:32 - A | A

GLEISSON OSCAR LIBARDI

Janeiro Branco

Gleisson Oscar Libardi

Iniciamos o ano de 2024 com uma notícia crucial: o Janeiro Branco. Inspirado em campanhas como o Setembro Amarelo e o Outubro Rosa, que visam conscientizar sobre o suicídio e combater o câncer de mama, respectivamente, o Janeiro Branco é um projeto dedicado a desmistificar a saúde mental. Busca-se quebrar tabus e superar barreiras de preconceitos culturalmente enraizadas na sociedade e transmitidas entre gerações.

Para atingir esse objetivo, é essencial abrir o diálogo sobre o tema, promover debates para desmistificar concepções ultrapassadas e equivocadas sobre o tratamento em saúde mental. Isso inclui desafiar afirmações como a associação da depressão à falta de fé ou à fraqueza, a ideia de que a geração atual é frágil e excessivamente diagnosticada, a crença de que o uso de medicamentos torna as pessoas dependentes, e o estigma de que a psiquiatria só trata aqueles considerados "loucos", entre outros equívocos.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

É imperativo disseminar informações para pessoas de todas as idades e origens. E embora haja progresso, é comum que as pessoas busquem ajuda apenas após esgotar todas as opções com outros profissionais médicos. Muitos indivíduos enfrentam anos de sofrimento, lidando com sintomas como falta de ar, taquicardia, insônia, irritação, isolamento ou impulsividade, sentimentos de culpa e desesperança. Esses sofrimentos poderiam ser evitados com um acompanhamento adequado desde o início.

Felizmente, observa-se uma mudança positiva, com mais pessoas buscando ajuda mais cedo para evitar prejuízos pessoais, profissionais e familiares. No entanto, ainda é comum que as pessoas só busquem a ajuda de um psiquiatra após esgotar outras opções. Isso resulta em um sofrimento desnecessário que, muitas vezes, só pode ser interrompido com a intervenção profissional.

Um aspecto positivo é que, ao perceberem a importância de buscar ajuda profissional, muitos indivíduos reconhecem a injustiça de seus julgamentos passados, tornam-se defensores da quebra de barreiras, contribuindo para uma sociedade em que a busca por ajuda em saúde mental não seja adiada. Em um mundo em constante transformação, com abundância e velocidade de informações, é crucial priorizar as informações essenciais.

O Janeiro Branco oferece essa oportunidade ao promover a conscientização sobre a saúde mental na sociedade. É uma chance de evitar o sofrimento hoje e prevenir que mais pessoas sofram amanhã. Informe-se, busque ajuda e esteja disposto a oferecer auxílio a quem precisa.

Dr Gleisson Oscar Libardi é psiquiatra

search