Dollar R$ 5,60 Euro R$ 6,10
Dollar R$ 5,60 Euro R$ 6,10

Judiciário Terça-feira, 17 de Novembro de 2020, 13:07 - A | A

Terça-feira, 17 de Novembro de 2020, 13h:07 - A | A

CRIME NO ALPHAVILLE

Pais de garota que atirou em Isabele viram réus por quatro crimes

Jefferson Oliveira
Cuiabá

O Ministério Público do Estado (MP-MT) denunciou o casal Marcelo Cestari e sua esposa Gaby Soares de Oliveira Cestari, pelo crime de homicídio culposo e outros três crimes nesta segunda-feira (16). A denúncia foi aceita pela juíza da 8ª Vara Criminal de Cuiabá, Maria Rosi de Meira Borba.

A denúncia foi oferecida pelo promotor Milton Pereira Merquiades, que alegou que houve negligência dos pais da adolescente autora do disparo no dia dos fatos. O promotor alegou que faltou aos pais a proteção necessária com os filhos e ainda imprudência ao franquear acesso dos menores à arma.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

“[...] como pais, tendo o dever de cuidado, proteção e vigilância dos seus filhos, foram extremamente desidiosos e omitiram-se nos seus relevantes papéis legais, em especial, da menor (...), ao não impedir seu acesso as armas de fogo, culminando com esta desferindo, seja culposamente ou não, um disparo fatal em face da vítima menor Isabele", diz parte do argumento de Milton.

Além disso, o promotor também citou o fato de relatos de médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que, quando chegaram ao local, flagraram Gaby recolhendo objetos de manutenção de armas e outros apetrechos, mesmo sendo orientada a não retirar tais objetos, pois faziam parte da cena do crime.

No inquérito foi apontado que Gaby cometeu tal ato após pedido de Marcelo. Além dos crimes de homicídio culposo, Gaby e Marcelo viraram réus por fraude processual, corrupção de menores e entrega de arma de fogo para menores.

O processo corre em segredo de justiça.

search