Dollar R$ 5,40 Euro R$ 5,79
Dollar R$ 5,40 Euro R$ 5,79

Economia Sábado, 20 de Novembro de 2021, 18:28 - A | A

Sábado, 20 de Novembro de 2021, 18h:28 - A | A

CAPACIDADE MENOR

Petrobras diz que não atenderá novamente toda demanda por combustíveis

Da Redação

Em nota a Reuters, a Petrobras afirmou que não atenderá novamente 100% dos pedidos de distribuidoras por combustíveis no próximo mês. A companhia disse que em meio à manutenção de um cenário de demanda atípico, não será possível atender, pois "considerando nossa capacidade de produção e oferta, o volume aceito foi inferior aos pedidos recebidos".

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

"Assim como no mês de novembro, os pedidos de diesel encaminhados pelas distribuidoras para o mês de dezembro foram atípicos e superiores ao mercado esperado para este período", disse a empresa.

A companhia disse ainda que há atualmente dezenas de empresas cadastradas na reguladora do Setor ANP aptas para importação de combustíveis e que possuem condições de atender essa demanda adicional.

O cenário ocorre enquanto importadoras e distribuidoras de combustíveis têm apontado defasagem nos preços de diesel e gasolina praticados pela Petrobras no mercado interno em relação ao exterior. Isso torna o valor do combustível da estatal mais baixo que o importado, gerando uma escalada de pedidos.

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

A Petrobras - responsável por quase 100% da capacidade de produção de derivados do petróleo no Brasil - vem sendo pressionada por diversos segmentos no país para segurar os valores internos, e reduziu ao longo do ano a periodicidade de reajustes, em busca de evitar volatilidades.

No entanto, o Brasil não é capaz de suprir a demanda crescente do mercado apenas com produção doméstica e, por isso, depende cada vez mais de importações.

LEIA MAIS AQUI

search