Dollar R$ 5,57 Euro R$ 6,07
Dollar R$ 5,57 Euro R$ 6,07

Cidades Terça-feira, 02 de Julho de 2024, 08:52 - A | A

Terça-feira, 02 de Julho de 2024, 08h:52 - A | A

NOVA FRENTE

Qualifica Cuiabá vai capacitar mulheres para cuidar de idosos

Ruan Cunha | Prefeitura de Cuiabá

A Secretaria Municipal da Mulher e o Núcleo de Apoio à Primeira-dama, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), abriram mais uma frente de capacitação do programa Qualifica Cuiabá.

Mais 65 vagas foram disponibilizadas à população feminina, na última sexta-feira (28.06), desta vez para o curso de Cuidador de Idosos, com a carga horária de 44 horas e aulas presenciais realizadas no auditório da Prefeitura de Cuiabá.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

“Esse curso tem ganhado muito espaço no mercado de trabalho, e juntamente com a UFMT, nós buscamos dados que mostram uma grande necessidade de qualificação em virtude da crescente demanda nos últimos anos”, elencou Cely Almeida, titular da pasta da Mulher.

Serão 12 encontros, sendo as aulas teóricas executadas por docentes e discentes do Instituto de Saúde Coletiva (ISC), havendo também previstas visitas técnicas com aulas práticas no Abrigo Bom Jesus de Cuiabá, entidade referência na capital ao atendimento da terceira idade.

O curso orienta e qualifica mulheres para o acompanhamento contínuo de pessoas acima dos 60 anos, bem como apresenta métodos e práticas para melhorar a qualidade de vida.

“Nós temos estudos que indicam um crescimento da população idosa no nosso país e que, nesse sentido, será muito necessário ter esses cuidadores para que eles tenham dignidade e qualidade de vida nesse processo de envelhecimento”, afirmou Alba Regina, enfermeira e cirurgiã-dentista da UFMT.

Dentro do conteúdo programático do curso estão previstas noções e técnicas atribuídas ao cuidador de idoso, dados epidemiológicos, Direitos Humanos e Políticas Públicas, entre outros módulos.

Segundo o último Censo Demográfico brasileiro, o número de idosos cresceu 57,4% em 12 anos. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ainda indicou a existência de 6 milhões de mulheres a mais que homens dentro dessa realidade de envelhecimento.

“A demanda é grande e os profissionais, nessa perspectiva de qualificação, são muito importantes porque, além do esforço físico, exige uma capacidade intelectual para atender com qualidade os nossos idosos”, destacou Jamil Amorim, coordenador da Equipe Técnica do Abrigo Bom Jesus de Cuiabá.

search