Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,95
Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,95

Cidades Quinta-feira, 17 de Dezembro de 2020, 17:17 - A | A

Quinta-feira, 17 de Dezembro de 2020, 17h:17 - A | A

O TEMPO URGE

Prefeitura diz que vai pagar filantrópicos ainda esta semana

Tarley Carvalho
[email protected]

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Cuiabá informou que deverá realizar o pagamento dos hospitais filantrópicos ainda esta semana. O atraso no repasse pela prestação de serviços por meio de convênio com o Sistema Único de Saúde (SUS) fez com que os hospitais de Câncer (HCan) e Geral (HG) e Santa Helena paralisassem suas atividades. O compromisso foi informado pela assessoria de imprensa da Prefeitura de Cuiabá nesta tarde de quinta-feira, 17 de dezembro.

A nota da SMS não detalha se o pagamento será integral, referente a todo o atraso, ou parcial. Ao HCan, segundo a unidade, a Prefeitura deve repasses na ordem de R$ 6,3 milhões, referentes a serviços prestados até o mês de outubro. Já ao HG, a dívida é de R$ 4,3 milhões, totalizando R$ 10,6 milhões em dívidas com os dois hospitais.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

O que intriga é que, segundo o diretor presidente do HCan, Laudemi Moreira, esses recursos são totalmente provenientes do governo federal, sendo apenas repassado pela Prefeitura de Cuiabá.

A Assembleia Legislativa se comprometeu a repassar ao HCan o montante de R$ 3 milhões em caráter emergencial para evitar que a unidade feche as portas. O compromisso foi feito durante reunião com o diretor presidente da unidade nesta quinta.

A unidade suspendeu o atendimento a novos pacientes a partir de quarta-feira, 16, por falta de condições de trabalho. Segundo Laudemi, até morfina e luvas estavam em falta na unidade, sendo necessário a diretoria efetuar a compra por meio de compromisso pessoal. Entretanto, detalhou o diretor presidente, os atendimentos já agendados não foram suspensos nem cancelados.

À imprensa, Moreira afirmou que o Município de Cuiabá admitiu ter gasto o dinheiro com outras coisas. “Eu posso deixar claro pra vocês: numa reunião lá na Secretaria de Estado de Saúde, a secretária municipal [Ozenira Félix], à frente de vários hospitais, Hospital de Câncer, Hospital Santa Helena e Hospital Geral e da equipe estadual de saúde disse “infelizmente, nós gastamos o dinheiro de vocês””, afirmou.

O HG se posicionou por meio de nota nesta semana, anunciando a suspensão dos atendimentos. Segundo o documento, a falta de recursos impede a unidade de adquirir insumos básicos e medicamentos para manutenção de suas atividades com a devida segurança e eficiência.

A reportagem solicitou à SMS o detalhamento das dívidas com as unidades, mas, até o fechamento deste material, não houve fornecimento da informação.

search