Dollar R$ 5,11 Euro R$ 5,55
Dollar R$ 5,11 Euro R$ 5,55

Cidades Sexta-feira, 25 de Novembro de 2022, 14:39 - A | A

Sexta-feira, 25 de Novembro de 2022, 14h:39 - A | A

PICADINHA DA SALVAÇÃO

Cuiabá não vai recomendar máscaras nas escolas: foco é a vacinação

Confirmação da nova subvariante em território mato-grossense acendeu o alerta da saúde pública

Cátia Alves

Editora-adjunta

Rafael Machado

Repórter | Estadão Mato Grosso

Focados em imunizar o maior número de crianças possível contra a covid19, Cuiabá não irá recomendar o retorno do uso de máscaras de alunos nas escolas. De acordo com a secretária Municipal de Educação, Edilene Machado, por enquanto o Comitê de Enfrentamento à Covid19 ainda não fez recomendações a respeito da necessidade da volta do item de proteção.

“O nosso foco é vacinar as nossas crianças. A saúde não recomendou e não houve nenhum apontamento por parte do nosso Comitê. A princípio, não vamos recomendar”, disse Machado na manhã desta sexta-feira, 25 de novembro.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Na última quinta-feira, 24, o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE-MT) recomendou o retorno do uso das máscaras para pessoas com sintomas gripais e crianças de 5 a 11 anos em ambiente escolar. A orientação também vale para ambientes fechados com aglomeração ou de ventilação prejudicada.

A orientação ocorre no momento em que foi confirmada a circulação da subvariante da ômicron B.Q.1 em Mato Grosso e na medida em que aumenta o número de novos casos da doença em todo o Brasil.

O COE ainda alertou sobre ser imprescindível a atualização da vacinação contra a doença.

Em Cuiabá, a secretária afirmou que o foco é vacinar as crianças. “A ordem do prefeito Emanuel Pinheiro é vacinar as nossas crianças. Levamos [as doses] até as escolas para que todos sejam imunizados. Antes a recepção e adesão era menor, mas agora já está sendo bem melhor”, destacou Machado.

O prefeito deve se reunir na próxima semana com o comitê e não descarta, caso seja recomendado, o retorno do uso das máscaras. “Quero garantir um novo normal para a população, que se volte à normalidade dentro das condições. Agora, se houver necessidade, em nome da saúde e da vida das pessoas, das nossas crianças, vamos avaliar [voltar o uso de máscaras]. O que queremos é o menor impacto possível na vida e economia da capital”, disse.

Segundo dados do Painel de Distribuição de Vacinas em Mato Grosso, da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), em Cuiabá, das crianças que compõe o grupo etária de 5 a 11 anos, apenas 30.789 tomaram a primeira dose da vacina e desses 18.893 a segunda dose. A cobertura vacinal desse grupo é de apenas 5%.

search