Dollar R$ 5,17 Euro R$ 5,62
Dollar R$ 5,17 Euro R$ 5,62

Cidades Terça-feira, 20 de Dezembro de 2022, 14:58 - A | A

Terça-feira, 20 de Dezembro de 2022, 14h:58 - A | A

ALERTA VERMELHO

Covid explode em cidade de MT e já chega a quase 1.000 casos

Desde o início da pandemia, Lucas do Rio Verde já perdeu 222 pessoas para o vírus

Cátia Alves

Editora-adjunta

Com quase mil pacientes infectados com o novo coronavírus nas últimas duas semanas, Lucas do Rio Verdes está com alerta vermelho para a covid-19. Outros 42 municípios compõem o grupo de risco muito alto para transmissão do vírus em Mato Grosso. As informações são do Painel Covid-19 da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), desta segunda-feira, 19 de dezembro.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, até hoje, Lucas do Rio Verde notificou 27.970 casos positivos da doença. Nos últimos três anos, o município perdeu 222 pessoas para a covid-19 e imunizou nos últimos dois anos 85% da população.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

A incidência nas últimas duas semanas é de 1.484,73 casos a cada 100 mil habitantes.

Durante este período, uma mulher de 83 anos morreu por conta da covid-19. O óbito foi registrado no último domingo, 18 de dezembro.

Mato Grosso registrou 9.673 positivos nas últimas duas semanas. A incidência é de 277,60 casos a cada 100 mil habitantes. Dos 141 municípios, apenas 9 ainda não registraram nenhum caso: Alto Garças, Araguainha, Nova Marilandia, Nova Maringa, Ponte Branca, Santa Cruz do Xingu, Santo Antonio do Leste, São José do Povo e São José do Xingu.

Os municípios que compõem o grupo com risco muito alto* são:
1. Lucas do Rio Verde (973 casos)
2. Tangara da Serra (632 casos)
3. Barra do Garças (383 casos)
4. Primavera do Leste (350 casos)
5. Poconé (263 casos)
6. Araputanga (213 casos)
7. Nova Xavantina (207 casos)
8. Diamantino (199 casos)
9. Paranaíta (140 casos)
10. Comodoro (121 casos)
11. Carlinda (101 casos)
12. Poxoréo (99 casos)
13. Nova Ubiratã (94 casos)
14. Nova Canaã do Norte (91 casos)
15. Santo Antonio do Leverger (89 casos)
16. Nobres (78 casos)
17. Nova Guarita (74 casos)
18. Vera (67 casos)
19. Santa Carmem (66 casos)
20. Porto Alegre do Norte (66 casos)
21. São Felix do Araguaia (64 casos)
22. Santa Terezinha (63 casos)
23. Castanheira (62 casos)
24. Novo Santo Antonio (59 casos)
25. Nova Lacerda (57 casos)
26. Novo Mundo (50 casos)
27. Itanhangá (47 casos)
28. General Carneiro (47 casos)
29. Acorizal (46 casos)
30. Novo Horizonte do Norte (41 casos)
31. Cocalinho (40 casos)
32. Conquista d'Oeste (36 casos)
33. União do Sul (33 casos)
34. Porto dos Gaúchos (33 casos)
35. Santa Rita do Trivelato (31 casos)
36. Canabrava do Norte (27 casos)
37. Rio Branco (27 casos)
38. Indiavaí (23 casos)
39. Planalto da Serra (22 casos)
40. Itaúba (19 casos)
41. Porto Estrela (16 casos)
42. Luciára (14 casos)
43. Serra Nova Dourada (10 casos)
*Nível alto (vermelho): Mais de 500 casos por 100 mil pessoas em 14 dias

search