Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,83
Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,83

Brasil Sexta-feira, 29 de Outubro de 2021, 15:54 - A | A

Sexta-feira, 29 de Outubro de 2021, 15h:54 - A | A

DEU RUIM

Bolsonaro tenta driblar censura em canal de Carluxo e live é derrubada

Presidente está suspenso da plataforma de vídeos por uma semana após publicar mentira sobre vacina da Covid e Aids

g1

Reprodução | YouTube

video-removido-youtube-carlos-bolsonaro

 

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

O YouTube retirou do ar a live do presidente Jair Bolsonaro, publicada nesta quinta-feira (28), que foi replicada nos canais de Carlos Bolsonaro e "Os Pingos nos is".

Bolsonaro está suspenso da plataforma por uma semana após mentir sobre ligação entre vacina da Covid e Aids.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

Ao g1, o YouTube disse que suas diretrizes proíbem conteúdos de criadores que estejam sob alguma restrição (veja comunicado, na íntegra, abaixo).

O novo vídeo foi publicado originalmente no canal do Facebook de Jair Bolsonaro, que possuía um link do YouTube que levava ao canal de seu filho Carlos. O perfil "Os Pingos nos is" também reproduziu a transmissão do presidente.

A plataforma de vídeos não informou se estes canais receberam algum tipo de alerta ou punição por terem publicado a live.

Bolsonaro pode perder o canal no YouTube

Caso Bolsonaro cometa 3 violações das regras do YouTube dentro de um prazo de 90 dias, o presidente pode perder o seu canal permanentemente (veja como funcionam as regras aqui).

A publicação do vídeo que mentia sobre a relação entre vacinas e Aids gerou um primeiro aviso e punição a Bolsonaro, que ficou impedido de fazer qualquer tipo de postagem por uma semana. O g1 apurou que a nova remoção dos canais de terceiros, no entanto, não trará nova punição ao presidente.

A ação do YouTube no início da semana aconteceu depois de o Facebook retirar do ar publicação com o mesmo conteúdo falso. Por sua vez, o Twitter sinalizou post de Bolsonaro que leva a vídeo com a mesma mentira, mas manteve link no ar.

Veja comunicado do YouTube:

"O YouTube removeu a live do presidente Jair Bolsonaro publicada pelos canais Pingos nos is e Carlos Bolsonaro por violar nossas diretrizes, que proíbem conteúdos de criadores que estejam sob alguma restrição. O canal do presidente Jair Bolsonaro segue temporariamente suspenso, impedido de enviar vídeos com novos conteúdos ou fazer transmissões ao-vivo, de acordo com a nossa política de alertas e avisos."

search