Dollar R$ 5,57 Euro R$ 6,07
Dollar R$ 5,57 Euro R$ 6,07

Política Domingo, 22 de Novembro de 2020, 10:06 - A | A

Domingo, 22 de Novembro de 2020, 10h:06 - A | A

SEGUNDA ONDA

"Não existe possibilidade de um novo lockdown", diz Emanuel

Gabriel Soares

Apesar da possibilidade de uma segunda onda de contágios, Cuiabá não deverá entrar em lockdown novamente. É o que garante o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), candidato a reeleição. Em vídeo divulgado nas redes sociais neste sábado (21), o prefeito afirma que a rede de saúde já foi estruturada para atender os pacientes sem que seja preciso fechar tudo novamente.

Emanuel explicou que o fechamento total do comércio foi necessário à época para que houvesse tempo suficiente para preparar a rede de saúde e informar a população da pandemia que estava chegando e era, até então, desconhecida. Hoje, segundo ele, a situação é diferente.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

"Está rolando uma conversa fiada sobre o lockdown. É fake news, é mentira. A nossa gestão já estruturou o sistema de Saúde. Cuiabá já está estruturada para enfrentar a pandemia”, disse. “Com a rede estruturada e a população bem informada, não há necessidade de lockdown. Não vamos decretar lockdown. Não tem porque decretar”, completou.

O prefeito ainda lembrou que, diante do novo crescimento de casos e mortes em outros estados, o que sinaliza para uma segunda onda de contágios no Brasil, determinou que não fossem fechados os leitos de UTI destinados ao tratamento de pacientes graves de covid-19.

Atualmente, Cuiabá conta com 95 leitos no antigo Pronto Socorro, 40 leitos no Hospital São Benedito. Além disso, servem de retaguarda a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Verdão e a unidade de saúde Ana Poupina, no bairro Dom Aquino.

“Vamos, em conjunto com a sociedade, rezar para que não venha [a segunda onda], mas se vier vamos, com a rede de saúde estruturada e com a população informada, vamos tomar as medidas em conjunto para nos proteger, para proteger a população, mas sem lockdown”, afirmou.

Emanuel ainda aproveitou para destacar que sua experiência no controle da pandemia em Cuiabá é mais um motivo para ser escolhido pelos eleitores no segundo turno.

“Se vier a segunda onda, eu vou votar em quem tem a experiência de ter enfrentado com segurança, apesar das perdas e dos casos, mas se enfrentou com segurança e superou os piores momentos da pandemia. Ou vai arriscar na inexperiência?”, concluiu.

search