Dollar R$ 5,12 Euro R$ 5,56
Dollar R$ 5,12 Euro R$ 5,56

Política Quinta-feira, 25 de Abril de 2024, 12:01 - A | A

Quinta-feira, 25 de Abril de 2024, 12h:01 - A | A

SAIA JUSTA NO AGRO

Feira cria "agenda especial" para evitar confusão com Bolsonaro e ministro de MT

Decisão foi tomada após o polêmico "desconvite" de Fávaro na edição passada

Fernanda Leite

Repórter | Estadão Mato Grosso

A organização da 29º Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow), a principal feira agrícola do país, convidou o ex-presidente da República Jair Bolsonaro (PL) e o ministro da Agricultura Carlos Fávaro (PSD) para participarem do evento. No entanto, desta vez eles devem visitar a feira em dias distintos, para evitar qualquer conflito entre ambos. O evento terá sua abertura no dia 28 deste mês e segue até o dia 3 de maio, em Ribeirão Preto (SP).

Conforme a Folha de São Paulo, a decisão de fazer uma 'agenda escalonada' para autoridades de diferentes lados do espectro político ocorreu após polêmico “desconvite” ao ministro no ano passado. Fávaro estará na abertura da feira, no próximo domingo (28), enquanto Bolsonaro foi convidado para o primeiro dia da feira, na segunda (29).

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

“A organização da Agrishow convidou diferentes autoridades para visitar a 29ª edição do evento. Todos que se interessam pelo agronegócio brasileiro e por tecnologia são bem-vindos para visitar a feira. A Agrishow 2024 estará repleta de inovações e tecnologias de ponta para aumento da produtividade da agropecuária”, afirmou a organização da Agrishow, em nota.

O jornal cita ainda que Bolsonaro estará no evento junto a outros bolsonaristas, como o pré-candidato a prefeito de Ribeirão Preto Isaac Antunes (PL) e o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos). Aliás, Tarcísio deve participar tanto da abertura na noite de domingo quando do primeiro dia do evento. 

A última edição da Agrishow foi marcada por uma polêmica envolvendo os organizadores e o governo federal. Na época, Fávaro tornou público que teria sido “desconvidado” para a abertura do evento, devido à participação de Bolsonaro. O governo Lula reagiu fortemente à situação, avaliando suspender o patrocínio do Banco do Brasil à feira e cancelou agendas de executivos do banco durante os dias de evento. Apesar da polêmica, o governo manteve o patrocínio. Porém, devido ao mal-estar entre as partes, a abertura do evento acabou cancelada pelos organizadores.

search