Dollar R$ 5,11 Euro R$ 5,55
Dollar R$ 5,11 Euro R$ 5,55

Política Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2022, 09:52 - A | A

Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2022, 09h:52 - A | A

REVIRAVOLTA NA AL

"Botelho será candidato a presidente e convidou Max para secretário", revela Janaína

Atual presidente havia recuado de sua candidatura devido a decisão do STF, mas postura da Suprema Corte mudou e abriu dúvidas

Gabriel Soares

Editor-Chefe | Estadão Mato Grosso

Tarley Carvalho

Editor-adjunto

A deputada estadual Janaína Riva (MDB) revelou que já recebeu uma confirmação de que o atual presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União), irá disputar a reeleição para o comando da Mesa Diretora. Em conversa com jornalistas nesta quinta-feira, 16 de dezembro, durante a diplomação dos eleitos, Janaína afirmou que Botelho já até teria convidado o deputado Max Russi (PSB) para ser primeiro-secretário na sua chapa.

“O Botelho me disse que será candidato e ele convidou o Max para ser primeiro-secretário. Então, agora eu acho que tá mais na resposta do Max, se vai aceitar ou não, para a gente ver que cenário que teremos para as eleições da Mesa Diretora”, disse Janaína.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Botelho já havia descartado publicamente a possibilidade de se candidatar para o quarto mandato de presidente da Assembleia, após ter realizado uma consulta ao Supremo Tribunal Federal (STF), que havia proibido reeleições sucessivas para o mesmo cargo na Mesa Diretora.

Porém, o julgamento de uma ADI sobre a Mesa Diretora do Paraná abriu precedente para questionar novamente sobre a possibilidade de ele disputar o cargo, pois os ministros do STF decidiram que a decisão não afetaria as composições eleitas antes de janeiro de 2021.

Faltando mais de um mês para a eleição da nova Mesa Diretora, o cenário se desenha para a construção de duas chapas. A chapa que já está garantida é encabeçada por Max Russi, que calcula ter os votos de 15 deputados em seu projeto. Do outro lado, há possibilidade de uma chapa encabeçada por Botelho ou pelo deputado eleito Júlio Campos (União), que calculam ter 14 votos. A soma não bate, pois são 24 deputados.

Janaína, porém, acredita que deve a disputa deve se afunilar para uma chapa de consenso.

“Pode ter sim duas candidaturas, mas vejo que tem mais facilidade de ter uma convergência das candidaturas, ou seja, o Max ser secretário do Botelho ou vice-versa. Mas, a Mesa Diretora é dinâmica e tudo pode mudar”, avaliou.

A deputada também disse acreditar que são poucas as chances de mudança na Mesa Diretora, já que 18 deputados da atual legislatura foram reeleitos e devem buscar um cenário de maior ‘segurança’, optando pela Mesa Diretora que já está posta. Ela também afirmou que deve buscar espaço na próxima Mesa, sem revelar qual o projeto que apoiaria.

“Às vezes, alguns até me perguntaram: ‘ah, mas você vai ficar fora da Mesa?’. Eu acho que isso é tudo que eu não devo fazer. Como única mulher, já ter chego tão longe como eu cheguei, sair da Mesa seria um prêmio para quem pensa diferente do que eu. Então, eu sempre digo para eles que isso é necessário para a democracia, mas é uma pena que a maioria não pensa assim”, concluiu.

 

search