Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,83
Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,83

Polícia Terça-feira, 26 de Outubro de 2021, 10:01 - A | A

Terça-feira, 26 de Outubro de 2021, 10h:01 - A | A

MARIDO TRAÍDO

Antes de matar amante de esposa, homem tentou atropelar a vítima

Mak Lucia

Repórter | Estadão Mato Grosso

O inquérito sobre a morte do gerente Leandro Alves Teles, 38 anos, em Campo Novo dos Parecis (400 km de Cuiabá) no sábado (16), deste mês, foi concluído pela Polícia Civil do município, nessa segunda-feira, 25 de outubro. Cicero de Brito Silva, 33 anos, foi indiciado por Homicídio doloso qualificado, por motivo torpe e cruel.

Consta nos autos que, antes de cometer o ato, a esposa do investigado estacionou seu veículo próximo a uma agência bancária e em seguida, a vítima aproximou-se. Em seguida, surgiu Cicero, de motocicleta, e jogou o veículo contra a vítima. Após tentar atropelar Leandro, ele bateu com o capacete contra Leandro.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

Quando a vítima virou as costas para o acusado, esse pegou uma faca que estava no baú da moto e foi em direção a vítima, pessoas que estavam próximas e vendo toda a situação, alertaram o gerente que tentou fugir das agressões do homem, mas, foi alcançado por seu algoz que desferiu golpes de faca no abdômen e pulmão.

Em imagens das câmeras de segurança mostrou o momento em que Leandro ainda tentou refugio em um estabelecimento comercial, entretanto, os funcionários fecharam a porta e ele caiu no chão, quando então o marido traído, o alcançou novamente e desferiu outros golpes, consumando o homicídio cravando a faca em seu crânio.

Leia Mais: "O que eu fiz está feito", disse o homem que matou o amante da esposa brutalmente

Minutos após o crime, o homem foi preso algumas quadras abaixo do local do fato.

Oitivas

Diversas pessoas foram ouvidas pela Delegacia de Campo Novo do Parecis, entre elas o funcionário da loja para onde a vítima tentou correr em busca de proteção. O funcionário, na avaliação do delegado, agiu sob necessidade para preservar a equipe de risco iminente. 

A esposa do autor do crime também foi ouvida por carta precatória na semana passada, dado que ela não se encontrava em Campo Novo do Parecis. 

Com a conclusão da investigação, o inquérito foi remetido ao Poder Judiciário. O investigado pelo homicídio permanece detido em uma unidade prisional e teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva.

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

search