Dollar R$ 5,42 Euro R$ 5,81
Dollar R$ 5,42 Euro R$ 5,81

Opinião Quarta-feira, 17 de Novembro de 2021, 06:31 - A | A

Quarta-feira, 17 de Novembro de 2021, 06h:31 - A | A

EDITORIAL - 17/11/2021

Perto do fim

Da Editoria

Editoria | Estadão Mato Grosso

Cuiabanos tiveram motivos de sobra para comemorar no retorno do feriadão da Proclamação da República. A capital de Mato Grosso completou seis dias sem registro de mortes por covid-19 e vem reduzindo o volume de internações a cada semana, um feito que só é possível graças ao avanço da vacinação contra a covid-19. Embora ainda haja quem conteste a eficácia das vacinas, é inegável o fato de que elas estão nos levando à vitória sobre esse inimigo invisível. A volta aos dias normais fica mais próxima a cada nova agulhada.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Neste mês de novembro foram registrados quatro óbitos em Cuiabá. Conforme a Vigilância em Saúde de Cuiabá, a média móvel de mortes (que considera os últimos 14 dias) está em 0,29. A média móvel de novos casos de covid-19 em Cuiabá também vem mantendo a tendência de queda em novembro, que começou com média de 51,5 e neste dia 15 estava em 43,57. O número de pacientes internados com a doença na segunda-feira (15) era de 72 pessoas, sendo 28 da capital e 44 de outros municípios. Desse total, 20 estavam em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o que demonstra que os casos graves são minoria entre os infectados.

Também nesta terça-feira, o Ministério da Saúde deu um grande passo para evitar que o Brasil viva o drama hoje enfrentado pelos países europeus, com a chegada da quarta onda da pandemia. Em breve, todos os brasileiros que já receberam a segunda dose da vacina contra a covid-19 estarão elegíveis para receber uma dose de reforço, o que reduzirá ainda mais o risco de contágio pelo coronavírus, para algo próximo a zero. Isso, claro, se todos fizerem a sua parte e forem ao posto de saúde para receber a vacina.

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso canal no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Os números até aqui têm trazido alívio, mas é preciso lembrar sempre que a covid-19 é uma doença traiçoeira, que costuma ‘explodir’ de uma hora para a outra. É justamente esse seu potencial explosivo que fez com que o coronavírus se tornasse um inimigo tão temível, ceifando tantas vidas. Por isso, não podemos ‘dar mole’ para o vírus. Enquanto não tivermos 80% da população vacinada, os cuidados básicos como uso de máscaras e higienização constante serão necessários. É algo que precisamos lembrar especialmente agora, com a chegada do período festivo e de viagens. O começo de 2021 já nos deu um exemplo do que não devemos fazer. Nossa esperança é que os brasileiros tenham aprendido a dura lição.

search