Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,93
Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,93

Economia Quinta-feira, 03 de Dezembro de 2020, 07:30 - A | A

Quinta-feira, 03 de Dezembro de 2020, 07h:30 - A | A

REAJUSTE

Etanol volta a subir nas bombas

Priscilla Silva

O último mês do ano começou com mais um reajuste no preço do etanol hidratado no varejo de Cuiabá. Nessa quarta-feira (2), o litro do biocombustível era comercializado a R$ 3,27 em alguns estabelecimentos da capital, um aumento de quase R$ 0,30 centavos ante a média observada na última semana (R$ 2,99). Apesar do encarecimento do produto, dependendo da região, observa-se disparidade entre os valores praticados.

Por lei, os postos e distribuidoras de combustíveis são independentes e possuem livre concorrência. No entanto, os preços acompanham a dinâmica de reajustes realizados nas usinas. No caso do etanol, as altas foram constantes desde o fim isolamento social.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Na praça de Mato Grosso, o metro cúbico (m³) do etanol hidratado praticado na semana do dia 21 de agosto deste ano estava a R$ 2.143,22. Quatro meses depois, após uma série de reajustes, o valor chegou a R$ 2.625,00 m³, uma valorização de 22,5%. Os dados são do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), que acompanha semanalmente a precificação do combustível nas usinas.

“Durante a fase mais rígida do isolamento, os postos da capital não repassaram a totalidade dos reajustes que as usinas fizeram na época. Agora, com a flexibilização e aumento do consumo, alguns postos têm realizado esses repasses ao consumidor de forma gradativa. Lembrando que o mercado é livre para isso e cada um faz os ajustes conforme suas necessidades”, explica o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Mato Grosso (Sindipetróleo).

O preço do etanol hidratado também é influenciado pelos valores praticados para o etanol anidro, que é misturado à gasolina. “O etanol anidro também aumentou e o mercado busca paridade, o que pressiona o valor do hidratado”, aponta o sindicato representante dos postos.

As frequentes altas nas usinas também tentam recompor os preços praticados na pré-pandemia. Durante o período mais crítico da crise, o setor registrou retração de 60% no consumo de etanol hidratado. “Estamos nos recuperando, mas ainda estamos praticando preços de fevereiro”, aponta Jorge dos Santos, diretor executivo do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras do Estado (Sindalcool/MT).

PRODUÇÃO NACIONAL
De acordo com a União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica), na 1ª quinzena de novembro, o volume de etanol comercializado somou 1,32 bilhão de litros. Desse total, as exportações mantêm ritmo aquecido com o embarque de 139,43 milhões de litros para o mercado externo.

Já no mercado interno, as vendas de etanol hidratado somaram 790,79 milhões de litros, com redução de 17,26% sobre o montante apurado no mesmo período da última safra (955,73 milhões de litros).

“A retração nas vendas de etanol hidratado combustível nesta quinzena foi inferior àquela verificada nos outros meses desta safra e, além disso, foi parcialmente amenizada pelo crescimento das exportações e pelas vendas de etanol anidro”, observa Antonio de Padua Rodrigues, o diretor técnico da Unica.

search