Dollar R$ 5,12 Euro R$ 5,56
Dollar R$ 5,12 Euro R$ 5,56

Economia Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2024, 07:28 - A | A

Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2024, 07h:28 - A | A

PREJUÍZO NO CAMPO

Após seca, produtores de MT podem não conseguir cobrir custos da safra, alerta Imea

Afetada pela escassez de chuvas, produtividade média está abaixo do Custo Operacional Total

Gabriel Soares

Editor-Chefe | Estadão Mato Grosso

À medida em que a colheita da soja avança, cresce entre os produtores de Mato Grosso a preocupação em quitar as despesas da safra 2023/24. A produtividade estimada para esta temporada caiu abaixo do Custo Operacional Total (COT), sinalizando que os agricultores devem amargar prejuízos devido à seca prolongada e às ondas de calor que assolaram o estado nos últimos meses, caso a estimativa se confirme.

Para piorar a situação, o preço da soja despencou ao menor patamar em mais de três anos, criando ainda mais pressão financeira para uma safra que já era desafiadora o bastante.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

A preocupação foi expressa no mais recente relatório de mercado do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) para a safra de soja, divulgado na segunda-feira, 22 de janeiro. Conforme o Imea, a produtividade média de soja foi revista para 53,59 sacas por hectare (sc/ha), insuficiente para cobrir o COT de 54,73 sc/ha.

“A situação para alguns produtores no estado é ainda pior, visto que parte destes não travaram os custos e não realizaram nenhuma venda da produção, e outros podem colher uma produtividade menor que a média MT”, detalha.

Essa queda na produtividade se deve principalmente ao clima quente e seco que assolou Mato Grosso nos últimos meses de 2023, principalmente durante o plantio da soja. As chuvas escassas e o calor excessivo encurtaram o ciclo da soja, fazendo as plantas produzirem menos grãos.

“Além disso, foi observado um rendimento ainda mais crítico nas áreas que tem como a sucessão com algodão, visto a antecipação do plantio da oleaginosa devido à preocupação dos produtores com a janela ideal da segunda safra. Desse modo, a produtividade aguardada para o estado ficou projetado em 53,59 sc/ha, redução de 13,99% em relação à safra passada”, apontam os analistas do Imea, em outro relatório.

A situação é ainda pior nas regiões Centro-Sul, Nordeste e Oeste de Mato Grosso, onde a produtividade média não deve sequer alcançar as 53 sacas por hectare. Na região Oeste, por exemplo, as projeções do Imea indicam que os produtores devem colher 52,63 sc/ha, o que resulta em um prejuízo de 2 sacas por hectare em relação ao Custo Operacional Total.

Mesmo apontando para uma safra de prejuízos, os números do Imea ainda estão ‘mais generosos’ que as projeções feitas pela Associação de Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja-MT). Pesquisa divulgada há cerca de 2 semanas pela Aprosoja aponta que a produtividade média da safra 2023/24 deve ficar em 50,22 sc/ha, sinalizando um prejuízo ainda maior para os produtores do que sugerem os números do Imea.

ALERTA PARA 2024/25

Com os preços da soja em queda e os custos de produção em tendência de alta, o Imea já alertou aos produtores que o cenário deve se agravar ainda mais para a safra 2024/25. O instituto aponta que as perspectivas atuais indicam que o COT para a próxima safra deve ficar em 62,03 sacas por hectare, produtividade que já é difícil de alcançar nos anos em que a colheita é boa. Para se ter uma ideia, a produtividade da safra 2022/23 foi de 62,3 sc/ha, o melhor resultado desde 2018.

“Desse modo, com o COT projetado em R$ 6.319,73/ha, o produtor terá que produzir no mínimo 62,06 sc/ha de média no ciclo 24/25 para cobrir as despesas. Por fim, com a situação atual na safra 23/24 e o cenário desafiador para o próximo ciclo, o produtor deve ter os seus custos na “ponta da caneta”, a fim de aproveitar as oportunidades de mercado para minimizar os riscos”, alerta o instituto.

search