Dollar R$ 5,41 Euro R$ 5,80
Dollar R$ 5,41 Euro R$ 5,80

Cidades Sábado, 27 de Novembro de 2021, 20:00 - A | A

Sábado, 27 de Novembro de 2021, 20h:00 - A | A

BOLETIM ESTADUAL

MT registra 1 morte e 114 novos casos em 24 horas

Tarley Carvalho

Editor-adjunto

O estado de Mato Grosso registrou 1 morte e 114 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas. As informações constam no Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) neste sábado, 27 de novembro. Com a atualização, Mato Grosso chega à triste marca de 13.997 mortos na pandemia e 552.439 casos confirmados, desde que a doença chegou aqui, em março de 2020.

O documento também aponta que 190 pessoas estão internadas no momento por causa do novo coronavírus. Destas, 53 estão em estado grave, internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo 49 em leitos pactuados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os outros quatro pacientes estão internados em leitos particulares. A taxa de ocupação da UTI pública está atualmente em 27,07%, com 122 vagas.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Outros 45 pacientes estão internados em leitos de enfermaria, recebendo tratamento contra o vírus, mas em quadro considerado estável. Destes, 27 estão em leitos pactuados.

O momento é favorável. Com o avanço da vacinação, os números de novos casos e de mortes causadas pelo vírus têm caído drasticamente nas últimas semanas. Porém, a SES - assim como demais órgãos de saúde - ressaltam para a necessidade de se manter os cuidados para que não haja um ressurgimento do agravamento da crise.

Embora os números estaduais estejam favoráveis, cada município vive sua realidade. Em Porto Esperidião, por exemplo, 13 casos foram registrados após 21 dias sem nenhuma aparição do vírus.

Já a cidade de Rondonópolis voltou a impor medidas restritivas após novo crescimento de casos.

A situação ainda acende o alerta sobre a possibilidade de os municípios realizarem as festividades de fim de ano, que causam aglomeração, principal meio de propagação do vírus.

Além disso, o surgimento da nova variante de origem africana, denominada ômicron, preocupa toda a comunidade científica global. Essa nova variante possui incríveis 52 mutações em comparação ao vírus original, sendo 30 na partícula spike, responsável por fazer a "ligação" com as células no momento da infecção do organismo humano.

Por enquanto, não há registros de infecção pela nova variante em território nacional.

search