Dollar R$ 5,17 Euro R$ 5,61
Dollar R$ 5,17 Euro R$ 5,61

Cidades Quarta-feira, 06 de Março de 2024, 09:31 - A | A

Quarta-feira, 06 de Março de 2024, 09h:31 - A | A

DIA D CONTRA A DENGUE

Bairros visitados apresentaram índice de infestação de médio risco

Roberta Penha | Prefeitura de Cuiabá

No último sábado (2), Cuiabá participou da mobilização nacional para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. O "Dia D de Mobilização Contra a Dengue" na capital foi centralizado nos bairros Jardim União, Parque Ohara, Canjica e Santa Rosa, que de acordo com o Centro de Controle de Zoonoses, apresentavam altos índices de infestação.

Os números encontrados nos quatro bairros visitados apontam um Índice de Infestação Predial (IIP) de médio risco (1,0 a 3,9). No Parque Ohara, dos 942 imóveis visitados, apenas 544 puderam ser vistoriados, resultando em um índice de infestação predial de 2,39. Em Santa Rosa, dos 1089 imóveis visitados, 526 foram vistoriados, com um índice de infestação predial de 1,71. No Jardim União, dos 988 imóveis visitados, 646 foram vistoriados, registrando um índice de infestação predial de 2,17. No bairro Canjica, dos 1079 imóveis visitados, apenas 789 foram vistoriados, resultando em um índice de infestação predial de 2,15.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

“De acordo com os índices encontrados nos bairros, percebemos que eles estão em uma situação de médio risco, ou seja, um cenário um pouco mais confortável do que o último estudo realizado nestes locais. Apesar de ser um resultado um pouco melhor do que o esperado é preciso ressaltar que não conseguimos entrar em vários imóveis visitados, ou por estarem fechados no momento da ação, ou por recusa dos próprios moradores. Para que tenhamos um panorama real da situação da infestação do mosquito, precisamos ter acesso a uma porcentagem maior de casas”, explicou a coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses, Alessandra Carvalho.

A ação contou com a participação de 200 Agentes de Combate a Endemias (ACEs), que realizaram visitas domiciliares para inspeção, coleta de larvas e tratamento de reservatórios onde a eliminação não era possível. Na ocasião, os ACEs enfatizaram a importância da prática dos "Dez Minutos Contra a Dengue", estratégia adotada pela Secretaria Municipal de Saúde que consiste em dedicar apenas dez minutos semanais para inspecionar e eliminar possíveis focos de reprodução do mosquito.

search