Dollar R$ 5,38 Euro R$ 5,76
Dollar R$ 5,38 Euro R$ 5,76

Brasil Quinta-feira, 23 de Dezembro de 2021, 09:29 - A | A

Quinta-feira, 23 de Dezembro de 2021, 09h:29 - A | A

ATO DE CRUELDADE

Vídeo: jovem é amarrado pelo pescoço e arrastado após cavalgada

Vídeo mostra quando, mesmo caído ao chão, ele é puxado várias vezes por um outro homem, em Alto Paraíso de Goiás.

g1

O jovem de 18 anos que foi amarrado com uma corda no pescoço e arrastado após um cavalgada em Alto Paraíso de Goiás, na região nordeste do estado, pede justiça. Um vídeo mostra quando, mesmo caído ao chão, ele é puxado várias vezes por um outro homem.

“Eu estou horrível, não tenho nem palavras para descrever isso. Eu quero justiça, que ele tenha a punição que ele merece”, afirmou o garoto, que preferiu não se identificar.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Até a última atualização desta reportagem, o g1 não havia conseguido localizar o homem que aparece nas imagens puxando o jovem para que ele pudesse se posicionar sobre o ocorrido.

O caso aconteceu na madrugada do último domingo (19). Nas imagens é possível ver que o garoto tenta segurar a corda, mas continua sendo puxado e arrastado pela lama. Outras pessoas que estão no local não fazem nada para impedir, somente riem da situação.

"O público batia palma. Depois de arrastar ele, o jogaram em uma vala. A gente é humilde, mas somos seres humanos. Ele tem pai, tem família, tem gente por ele”, afirmou o pai do garoto.

Em nota, a HC Festas e Eventos, responsável por realizar a cavalgada, informou que as agressões contra o jovem aconteceram após o encerramento do evento e que a festa “contou com 10 seguranças da equipe afim de evitar e/ou conter brigas e tornar o evento um local seguro”.

O proprietário da fazenda onde aconteceu o acidente é o prefeito do município, Marcos Rinco (DEM). Em um vídeo divulgado nas redes sociais o administrador lamentou sobre o ocorrido e disse que, apesar de ser dono do local, nada tem a ver com o que aconteceu.

Investigação
Ao g1, a delegada Bárbara Buttini informou que dois inquéritos foram abertos para investigar o caso. O primeiro apura a conduta do homem que aparece no vídeo puxando o jovem. Segundo a delegada, ele será ouvido nos próximos dias.

Já o segundo inquérito, conforme a investigadora, deve apurar a conduta das pessoas que estavam no local e não intervieram. "Essas pessoas também poderão ser responsabilizadas por se omitirem".

 

search