Dollar R$ 5,39 Euro R$ 5,78
Dollar R$ 5,39 Euro R$ 5,78

Brasil Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2022, 14:23 - A | A

Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2022, 14h:23 - A | A

CRUELDADE

Homem é preso suspeito de matar os 4 filhos com golpes de faca e asfixia

g1

David da Silva Lemos, 28 anos, pai das quatro crianças mortas em Alvorada, no Rio Grande do Sul, e principal suspeito tinha histórico de agressões, segundo a polícia. O homem estava com os filhos que foram encontrados mortos com golpe de faca e asfixia e preso nesta quarta-feira (14).
 
De acordo com a polícia, o casal havia ficado junto por 12 anos e tinha se separado recentemente depois que, em setembro, ele agrediu a mãe. A vítima, 24 anos, registrou um boletim de ocorrência e conseguiu medida protetiva contra o homem.

Segundo a família das vítimas, na noite do crime, as crianças estavam com o pai para visita e voltariam para a mãe nos próximos dias. De acordo com o conselheiro tutelar Diego Armelito, de Alvorada não havia nenhum relato de violência com as crianças.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Em entrevista, a avó materna disse que o homem já havia agredido a mãe das crianças e disse acreditar que ele cometeu os crimes para atingi-la. "Ele já agrediu minha filha. Já tinha acabado o relacionamento, não tinha nada mais a ver, mas ele fez pra atingir minha filha, com certeza, da pior forma que tem. Ele é um covarde", diz Idenise Martins da Silva.

Relembre o caso
 
As crianças foram encontradas mortas na casa onde estavam com o pai em Alvorada por volta das 19h30 da terça-feira (13), quando familiares acionaram a polícia. O homem já havia deixado o local, mas foi encontrado nesta quarta-feira (14) em um hotel na capital, Porto Alegre.

Segundo a polícia, ao ser preso, o homem disse que cometeu o crime e que deu calmante às crianças antes da morte. No entanto, na delegacia, durante o depoimento e acompanhado de um defensor público, permaneceu em silêncio.

A principal suspeita da polícia é de que o homem tenha cometido o crime como forma de vingança contra a ex, com quem tinha uma relação conturbada. Na tarde de terça-feira, pouco antes da hora que a perícia apontou ter sido a da morte das crianças, o homem mandou mensagens a ex com ameaças.

search