Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,93
Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,93

Brasil Quinta-feira, 12 de Novembro de 2020, 08:21 - A | A

Quinta-feira, 12 de Novembro de 2020, 08h:21 - A | A

TIROU A PRÓPRIA VIDA

Candidato a vereador acusado de "estuprar" cadela é encontrado morto em MG

UOL | São Paulo

O candidato a vereador de Caldas Novas (GO), Sandoval Leão (PT), denunciado por supostamente "estuprar" uma cadela foi encontrado morto nos fundos de uma casa, em Araguari (MG), no sábado (7). Segundo a polícia o homem tirou a própria vida.

De acordo com o boletim de ocorrência, o candidato tinha 54 anos e, um dia antes, teria procurado atendimento médico na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade e ido até a polícia civil registrar a perda de seus documentos. O motivo do atendimento médico não foi divulgado pela polícia.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Apesar dos indícios de suicídio, a morte do candidato a vereador está sendo investigada pela Polícia Civil de Minas Gerais.

Maus-tratos contra animal

No dia 4 de novembro, um vizinho de Sandoval procurou a polícia de Caldas Novas para denunciar o crime de maus-tratos contra sua cadela. O homem ainda teria flagrado o candidato durante os abusos. O crime teria acontecido no dia 30 de outubro, mas a denúncia foi feita cinco dias depois.

Após a denúncia Sandoval fugiu da cidade e estava sendo procurado. Depois da denúncia e do vídeo em que o candidato aparece estuprando o animal viralizar nas redes sociais, o PT anunciou a expulsão do candidato.

A cadela foi resgatada pelo dono e com a ajuda de uma ONG foi levada para uma clínica veterinária, exames comprovaram o abuso.

"Ela estava com muito sangramento no órgão genital e a levamos para a clínica veterinária para salvá-la. A cachorra passou por diversos exames e essa semana ela será castrada. Ela continua internada para se recuperar e ainda não há previsão de alta", explica o protetor de animais Josiel Barbosa. 

search