Dollar R$ 5,46 Euro R$ 5,87
Dollar R$ 5,46 Euro R$ 5,87

Boca Miúda Terça-feira, 28 de Dezembro de 2021, 17:30 - A | A

Terça-feira, 28 de Dezembro de 2021, 17h:30 - A | A

NOVA PROGRAMAÇÃO

Ex-Jovem Pan, frequência 93.3 volta ao ar após 11 dias

Da Redação

Redação | Estadão Mato Grosso

A frequência 93.3, antiga Rádio Jovem Pan, voltou ao ar após mais de 10 dias sem funcionar. Porém, a programação tocada na rádio será da Rádio Mix, de São Paulo, já que a empresa PHD, que tinha contrato de arrendamento da frequência, fechou contrato de retransmissão com a Jovem Pan nacional "pelas costas" da Rádio Industrial Várzea Grande, que retransmitia a programação da Jovem Pan há muitos anos.

Até o dia 3 de janeiro, a rádio vai tocar apenas música, quando será definida uma nova grade de programação regional.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Já em relação à frequência 90.1, da ex-Nativa FM, ainda não voltou a ar.

As rádios estavam fora do ar após decisão da juíza da 11ª Vara Cível de Cuiabá, Olinda Castrillon. A Rádio Industrial tentava rescindir o contrato de arrendamento com a PHD Publicidade alegando a falta de manutenção nos equipamentos, além da quebra de confiança.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Por meio de nota, a empresa PHD Publicidade afirmou que desde a época do empresário Luís Carlos Beccari, que também já arrendou a frequência 93.3 FM, a bandeira da Jovem Pan sempre teve contrato com quem locava a frequência. A PHD também sustenta que assumiu a frequência com sinal precário e que sempre trabalhou para recolocação da marca Jovem Pan.

Leia na íntegra:

Desde a época do saudoso Beccari, que também já arrendou a 93.3 FM, a bandeira Jovem Pan tinha contrato com quem locava a frequência. Quando a PHD Publicidade assumiu, logo após o Jajáh [Neves], foi dado o mesmo andamento. Agora com esse impasse dos sinais 93.3 e 90.1 que estão sendo tratados na Justiça, para honrar com os contratos firmados com nossos clientes e honrar com os ouvintes da respeitada bandeira Jovem Pan levamos a programação para 94.9 FM, na certeza de cumprir com nossos compromissos como já vinha sendo feito desde 2016, no qual assumimos com um sinal precário e trabalhamos a recolocação da marca no mercado.

Foi a PHD Publicidade que trouxe a bandeira Nativa FM, e atuou na migração da AM para FM, essa sim assinada em nome dos donos da concessão, e fez dela em apenas 3 anos figurar entre as 3 rádios mais ouvidas em Cuiabá e Várzea Grande entre as classes C, D e E. Nas 24 horas do dia, em pelo menos 7 oportunidades ocupou o primeiro lugar.

Liderando das 18h às 22h no público 30 a 34 anos, no trajeto das 8h às 10h, e também em primeiro das 7h às 8h no público entre 10 e 14 anos. Sobre a bandeira Nativa, foi pedido o desligamento por parte dos donos da concessão, desrespeitando a vigência do contrato com a PHD até final de 2023 e, por consequência, os ouvintes e anunciantes.

Ao que diz respeito ao destino das outras frequências, estamos cumprindo nossa parte em deixar os equipamentos em pleno funcionamento, no aguardo apenas das devoluções dos transmissores, receptor e excitadores retirados pelos detentores da concessão das sedes da TBO, e da sala onde fica a torre da 90.1 FM, em Várzea Grande.

Comprovantes de manutenção, comprovantes de pagamentos, comprovantes de ameaças sofridas, comprovantes dos equipamentos não devolvidos, comprovantes de tudo relacionado a esse triste episódio estão nos autos do processo.

A PHD Publicidade respeita a Justiça, confia na Justiça e vai continuar respondendo qualquer calúnia, injúria ou inverdades nos autos do processo na Justiça.

A reflexão é única: Quem se preocupa com ouvintes e clientes não esconde equipamentos e permite as próprias empresas ficarem fora do ar por simples caprichos.

search