Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,86
Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,86

Política Segunda-feira, 25 de Outubro de 2021, 17:44 - A | A

Segunda-feira, 25 de Outubro de 2021, 17h:44 - A | A

ALFINETADA

Mauro diz que afastamento de Emanuel faz Cuiabá passar "vergonha gigante"

Governador comentou afastamento do prefeito Emanuel Pinheiro e disse que, com 7 secretários afastados, "não poderia dar em outra"

Da Redação

Redação | Estadão Mato Grosso

Adversário político declarado do prefeito de Cuiabá, o governador Mauro Mendes (DEM) preferiu não entrar em detalhes sobre o motivo do afastamento de Emanuel Pinheiro (MDB), mas lamentou a ‘vergonha que Cuiabá está passando’. A declaração foi dada na manhã desta segunda-feira (25), após evento de lançamento do programa ‘Carbono Neutro’.

- FIQUE ATUALIZADO: Receba nosso conteúdo e esteja sempre informado. Em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

“Eu lamento muito que Cuiabá esteja passando por essa vergonha gigante, ter um prefeito afastado. Mas vergonha maior foi ter 7 secretários afastados, então eu espero que isso possa se resolver rapidamente e que os culpados possam ser penalizados na forma da lei”, disse Mauro. O governador ainda acrescentou que por ter 7 secretários afastados, “não podia dar outra. Ou ele era um grande incompetente, ou um grande comandante”.

- FIQUE ATUALIZADO: Para entrar em nosso canal do Telegram (clique aqui)

Emanuel foi afastado por decisão judicial na última terça-feira (19) em investigação que apura a contratação irregular na Secretaria Municipal de Saúde. Além do afastamento de Emanuel, a Justiça também determinou o bloqueio de R$ 16 milhões de suas contas, da primeira-dama Márcia Pinheiro, além de Ivone de Souza (secretária adjunta de Governo e Assuntos Estratégicos), do ex-coordenador de Gestão de Pessoas, Ricardo Aparecido Ribeiro. A Operação Capistrum também prendeu preventivamente Antonio Monreal Neto, chefe de gabinete de Emanuel.

ENCONTRO DE VICES

Mauro também foi questionado sobre a possibilidade de se reunir com o prefeito de Cuiabá em exercício, José Roberto Stopa (PV), que assumiu o cargo na última quarta-feira (20) após afastamento de Emanuel. Como ele vai viajar para Europa nesta terça-feira (26) para participar da COP 26, em Glasgow, disse que se for do interesse do prefeito em exercício poderá marcar agência com vice-governador Otaviano Pivetta (sem partido), que vai assumir o Estado durante ausência de Mauro.

“Se hoje, o prefeito Stopa quiser demandar uma agenda, prontamente eu marcaria essa agenda. Não marco agora, mas o governador em exercício com certeza o fará, se ele [Stopa] assim o quiser”, completou.

Leia também: Janaina quer tentar aproximação de Stopa e Mauro Mendes

search