Dollar R$ 5,44 Euro R$ 5,92
Dollar R$ 5,44 Euro R$ 5,92

Política Quinta-feira, 24 de Dezembro de 2020, 15:27 - A | A

Quinta-feira, 24 de Dezembro de 2020, 15h:27 - A | A

PRESIDÊNCIA DA CÂMARA

Juca contabiliza apoio de 16 e espera consenso para chapa única

Rafael Machado

O vereador reeleito Juca do Guaraná (MDB), que articula uma chapa para concorrer à próxima Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá, já soma apoio de mais da metade dos parlamentares que compõem o Legislativo cuiabano. 

"Pelas palavras que nos foram empenhadas, nós estamos em torno de 16 votos. [...], eu acredito que vai chegar mais que essa quantidade", disse Juca durante entrevista à imprensa nesta terça-feira (22). 

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Ele espera que haja consenso entre os vereadores para que tenha apenas chapa única para concorrer à mesa.  

"São leitores diferenciados, são 25 homens e mulheres que representam o povo cuiabano que foram eleitos pelo povo para representa-los, então dessa forma precisa ter diálogo está caminhando bem e vai vencer o melhor", comentou. 

Juca é um dos vereadores da base que costura uma chapa para concorrer ao cargo mais cobiçado, a presidência. Além dele, Marcrean Santos (Progressistas) também corre em busca de apoio.  

Marcrean, no início do mês, confirmou a pretensão em disputar à presidência à reportagem. Como Jucá, ele também comentou que o mais que despontar terá o apoio dos demais.  

“Estamos buscando entendimento com todos, nós iremos tirar a presidência do arco de aliança entre os quatro vereadores, nossa intenção é compor com todos os vereadores eleitos independente de partido. Dos quatro, um vai se despontar. Isso é natural, cada um tem seu poder de articulação, seu poder de agregamento e o que despontar terá nosso apoio”, comentou o progressista na época.  

Outro reeleito que também anunciou que vai buscar a presidência da Câmara é Diego Guimarães (Cidadania). Ele disse que sua intenção é garantir a independência do Legislativo do Executivo. Candidato a vereador bem mais votado neste ano, ele comentou que mantém seu nome e que busca fortalecer seu projeto.   

O vereador Renivaldo Nascimento (PSDB), que também buscava concorrer à presidência, retirou seu nome da disputa para evitar um possível racha na base do prefeito. Ele comentou que ainda tem interesse em participar da mesa, mas em outro cargo, mas esperará a definição sobre a presidência para estudar as vagas disponíveis. 

Eleição - A eleição da Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá acontece no dia 1° de janeiro, após a posse dos vereadores eleitos e reeleitos.   

search