Dollar R$ 5,11 Euro R$ 5,55
Dollar R$ 5,11 Euro R$ 5,55

Política Quinta-feira, 01 de Dezembro de 2022, 17:21 - A | A

Quinta-feira, 01 de Dezembro de 2022, 17h:21 - A | A

REVIRAVOLTA

Grupo de Botelho quer lançar Júlio Campos à presidência da Assembleia

Ex-governador diz que não pretendia concorrer ao cargo e projeto ainda está em discussão

Rafael Machado

Repórter | Estadão Mato Grosso

O deputado estadual eleito Júlio Campos (União) disse nesta quinta-feira, 1º de dezembro, que o grupo de 14 parlamentares que apoiava a permanência de Eduardo Botelho (União) na Presidência da Assembleia Legislativa pediu para que ele colocasse o nome à disposição para disputar o principal cargo da Mesa Diretora.

Em conversa com jornalistas, Júlio comentou que concorrer ao cargo não estava em seus planos. No entanto, afirmou que tem ampliado o diálogo sobre o assunto e, caso consiga o número de votos necessários, pode encabeçar uma chapa.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

“Por enquanto, está em torno daquele grupo do Botelho, o grupo dos 14, que insistem que a gente poderia ter uma opção de ter uma nova chapa formada por mim. O grupo dos 14, deputado Botelho, Janaina [Riva, MDB], Wilson Santos [PSD], e toda aquela equipe que pensa nessa possibilidade, mas, por enquanto, a possível chapa é do deputado Max [Russi, PSB] para presidente e o deputado Botelho para primeiro-secretário”, disse.

Júlio afirmou que o projeto ainda está em fase de “conversação” e que pretende segui-la sem vaidades. Ele comentou que se o assunto prosperar, vai defender a valorização e a independência do Poder Legislativo.

“Vamos consolidar o grupo, saber se existe essa possibilidade, se temos chances, porque ninguém quer entrar em uma aventura de brincar de candidatura. Isso é uma coisa séria. Eu não tenho nenhuma restrição de seguir a orientação do partido e fazer a composição com o candidato quase natural, que é atual primeiro-secretário, Max Russi”, comentou.

Júlio disse ainda que não conversou com o governador Mauro Mendes (União) sobre a candidatura, mas acredita que não o chefe do Executivo não teria qualquer restrição ao seu nome, por serem do mesmo partido e pelo fato de Júlio ter apoiado sua candidatura à reeleição.

“O governador sempre será ouvido, isso é natural. Eu acredito que o governador não terá nenhuma indisposição de apoiar um outro candidato, que é até do seu partido, uma das grandes bases. Nós estamos lançando uma pessoa da União Brasil”, falou.

Além de Júlio, o atual primeiro-secretário da Mesa, deputado Max Russi, busca consolidar seu projeto para assumir a presidência da Assembleia. Em entrevista recente, ele afirmou que já tinha confirmado apoio de 10 parlamentares em torno de seu projeto.

search