Dollar R$ 5,39 Euro R$ 5,79
Dollar R$ 5,39 Euro R$ 5,79

Polícia Segunda-feira, 25 de Outubro de 2021, 10:16 - A | A

Segunda-feira, 25 de Outubro de 2021, 10h:16 - A | A

SEM NOÇÃO

VÍDEO: Motorista invade canteiro central em acesso de fúria e destrói cruzes

Da Redação

Redação | Estadão Mato Grosso

Um motorista revoltado com o protesto silencioso em memória aos mortos da covid-19 em Mato Grosso, invadiu o canteiro central da Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Av. do CPA), na manhã desta segunda-feira, 25 de outubro.

No vídeo compartilhado nas redes sociais, o motorista, em um ataque de fúria, invade o canteiro e destrói as cruzes colocadas. O condutor do veículo Fox vermelho ainda não foi identificado.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

O ato, além de prestar a homenagem aos 13.910 mortos, chama a atenção da população a respeito dos escândalos na saúde pública. 

Atualização- A Secretária de Mobilidade Urbana (Semob), disse que o motorista não poderá ser multado ou autuado, pois segundo eles, o homem não foi flagrado pelas câmeras de segurança da Prefeitura. 

Em nota, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) explicou que, por causa da resolução 371 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), não é permitido aplicar multas por terceiras pessoas, no caso, quem gravou o vídeo.

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o agente de trânsito só pode autuar mediante flagrante ou por radar, ou por vídeo monitoramento, equipamentos regulamentados pelo Contran.
 
“No momento desta infração, não havia agentes da Semob no local e a câmera de videomonitoramento que existe próximo ao local não fica em posição fixa a um sentido, mas girando em sentido de 360 graus por isso, nem sempre a câmera pega todos os fatos ao seu redor”, justificou a Semob. 

Veja o vídeo:

search