Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,93
Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,93

Opinião Quarta-feira, 19 de Junho de 2024, 06:28 - A | A

Quarta-feira, 19 de Junho de 2024, 06h:28 - A | A

MÁRIO QUIRINO

Parcerias como estratégia nos grandes e pequenos negócios

Mário Quirino*

As parcerias entre grandes marcas são uma estratégia poderosa para aumentar a receita e atingir novos públicos. Para a realidade dos pequenos e médios empresários, adotar uma abordagem semelhante, também pode ser extremamente benéfico.

Um exemplo notável desta estratégia, quando falamos de grandes marcas, é a colaboração entre Louis Vuitton e Nike, que resultou na criação de tênis exclusivos desenhados pelo falecido Virgil Abloh. Em um leilão na Sotheby’s, esses tênis arrecadaram impressionantes $25,3 milhões com os lucros sendo doados para uma fundação de bolsas de estudo.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Outro exemplo icônico é a parceria entre Nike e Michael Jordan. Desde o lançamento do primeiro Air Jordan em 1984, esta colaboração transformou a linha de calçados em uma marca bilionária. Em 2020, a linha Air Jordan gerou aproximadamente $3,6 bilhões em receita para a Nike, destacando o impacto duradouro dessa parceria .

As parcerias estratégicas para otimizar custos e melhorar a qualidade também foram estratégias aplicadas pelas montadoras de automóveis. Muitas vezes, elas usam peças de outras montadoras para aproveitar economias de escala e expertises específicas. Por exemplo, a BMW fornece motores para alguns modelos da Toyota, como o Supra, enquanto a Fiat utiliza componentes da Chrysler em seus veículos. A Rolls-Royce, embora famosa por seus carros de luxo, também fabrica motores para aviões, colaborando com fabricantes de aeronaves como Airbus e Boeing.

Para as pequenas marcas, algumas ideias de como aplicar essa lógica através do networking são através de parcerias locais, eventos conjuntos, promoções cruzadas e co-criação de produtos.

Através das parcerias locais é possível aumentar a presença na comunidade e atrair clientes fiéis. Por exemplo, um café pode se unir a uma padaria local para oferecer combos exclusivos, ou uma loja de roupas pode colaborar com um designer de acessórios para criar coleções limitadas.

Organizar eventos em conjunto, como feiras ou workshops, pode atrair um público mais amplo e diversificado. Empresas de diferentes setores, mas com públicos-alvo semelhantes, podem se beneficiar compartilhando recursos e dividindo custos de marketing.

Oferecer promoções cruzadas onde os clientes de uma empresa recebem descontos ou ofertas especiais em outra é uma maneira eficaz de aumentar a lealdade e incentivar a experimentação de novos produtos.

Desenvolver produtos em conjunto com outra empresa, por sua vez, pode resultar em ofertas únicas que atraem atenção e geram buzz. Por exemplo, uma empresa de alimentos saudáveis pode colaborar com um fabricante de bebidas para criar uma linha exclusiva de smoothies.

Parcerias bem-sucedidas podem proporcionar vantagens significativas, além de impulsionar o crescimento e a inovação das empresas envolvidas.

*Mário Quirino é especialista em desenvolvimento humano e Diretor Executivo do BNI Brasil em Mato Grosso.

search