Dollar R$ 5,39 Euro R$ 5,79
Dollar R$ 5,39 Euro R$ 5,79

Opinião Quinta-feira, 18 de Novembro de 2021, 08:15 - A | A

Quinta-feira, 18 de Novembro de 2021, 08h:15 - A | A

GIOVANA FORTUNATO

Ovários policísticos: dos sintomas ao tratamento

Giovana Fortunato

Hoje vamos falar sobre a síndrome dos ovários policísticos (SOP), um problema de saúde mais frequente na adolescência, mas que também pode ocorrer em mulheres de todas as idades.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

A SOP é caracterizada por alterações nos níveis de hormônios no sangue. Não há uma causa bem definida para o surgimento dos cistos, no entanto acredita-se que pode ser favorecida pela interação de diversos fatores, como genética, metabolismo, resistência à insulina, alimentação inadequada e falta de prática de atividade física.

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Além disso, o sobrepeso e a pré-diabetes também podem favorecer a SOP, pois essas situações levam a alterações hormonais, inclusive o aumento dos níveis de testosterona, que é o principal hormônio relacionado ao aparecimento dos cistos. 

Os sintomas mais comuns são a menstruação irregular e dificuldade para engravidar, além do surgimento de pelo no rosto e no corpo, queda de cabelos, aumento da oleosidade da pele, acne, ganho de peso e atraso no desenvolvimento das mamas. 

Caso a mulher identifique o aparecimento de pelo menos dois dos sintomas, é importante consultar o ginecologista para que seja feita uma avaliação e possam ser solicitados exames e investigada a possibilidade de cistos no ovário. 

Uma vez diagnosticada a presença dos cistos, é possível iniciar o tratamento adequado que é feito com remédios para aliviar os sintomas e regular os níveis hormonais. Além disso, pode ser recomendada a realização de exames de sangue para avaliar a quantidade de hormônios circulantes na corrente sanguínea. 

O tratamento da síndrome do ovário policístico deve ser feito de acordo com a recomendação médica, podendo ser indicados remédios para aliviar os sintomas e regular os níveis de hormônio. 

Também é importante que a mulher siga uma alimentação adequada, ou seja, que não favoreça alterações hormonais e que promovam a sua saúde e bem-estar. 

GIOVANA FORTUNATO é ginecologista e obstetra, professora da UFMT, especialista em endometriose e infertilidade

search