Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,93
Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,93

Opinião Segunda-feira, 30 de Novembro de 2020, 09:57 - A | A

Segunda-feira, 30 de Novembro de 2020, 09h:57 - A | A

FRANKES MARCIO BATISTA SIQUEIRA

Carta ao futuro prefeito

Frankes Márcio Batista Siqueira

Escrevo essas breves palavras com muito respeito ao cargo que o senhor irá ocupar a partir de 2021, no entanto já manifesto minha falta de admiração por muitas de suas falas.

Senhor prefeito, a cidade de Cuiabá que o senhor tem a função legal e democrática de administrar está muito dividida, e já lhe adianto que o senhor é muito responsável por tal divisão. De forma voluntária ou involuntária suas falas e sua conduta nos levaram a isso. Nós que sempre nos orgulhamos de sermos um povo alegre, espontâneo e unido em nossas diferenças, agora nos deparamos com uma cidade polarizada onde as candidaturas do segundo turno nos dividiram, onde ficamos entrincheirados em nossos dogmas religiosos, estamos fragmentados em nossos desejos particulares e lutamos por super direitos, esquecendo-nos do nosso amor a nossa cidade tricentenária.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Diante de tanta intolerância em uma sociedade multiétnica e multicultural, as cisões na sociedade tendem a aumentar, e isso deverá ser sua primeira inquietação em seu governo. Não podemos continuar vivendo diante do “nós contra eles”, precisamos de uma sociedade apaziguada e isso passa pelas suas falas e suas práticas.

Bourdieu, um sociólogo francês denominou a partir do resultado das urnas que o senhor está em uma posição de detentor de grande “capital simbólico”, cuja posse lhe dá uma dominação imediata sobre os demais elementos do campo social. Como detentor deste capital, o senhor recebe desta cidade uma espécie de adiantamento em razão da sua posição. Devo lhe atentar senhor prefeito, que o senhor não deverá utilizar seu capital para fazer-se da violência simbólica e impor seu peso sobre os demais, pois segundo o próprio Bourdieu, o capital simbólico é um capital frágil, particularmente lábil e vulnerável, pois nas palavras do próprio pensador “ é um capital alienado por definição, um capital que se apoia necessariamente nos outros, no olhar e na fala dos outros”.

Nunca desejei que tantos estivessem errados quanto ao destino da nossa cidade, e o senhor por ora é o responsável por dissipar ou confirmar o receio e o medo de muitos. Suas ações ou omissões irão reforçar os argumentos.

Nós cuiabanos, nascidos ou vindos para cá, não podemos mais nos definir pelos estigmas impostos na campanha, mas sim pelos princípios que ainda preservamos. Sua vitória nas urnas reforça a ideia que como cidadãos desta amável cidade defendemos a democracia, a liberdade, a fraternidade, os direitos do indivíduo. Seu sucesso nas urnas demonstra que temos repúdio a arrogância, pois sabemos que ela não escolhe cor deste ou daquele partido.

Nossos valores que por muito tempo nos uniu hoje nos separa e cabe ao senhor nos unir novamente. Nós votamos em um, mas desejo sucesso a ambos, todos nós do povo dependemos disso.

Termino minhas palavras lhe desejando um governo sereno e com muita sabedoria, que o cargo de prefeito lhe seja leve e não nos custe caro.

FRANKES MARCIO BATISTA SIQUEIRA. Doutor em Cultura contemporânea e professor.

search