Dollar R$ 5,46 Euro R$ 5,97
Dollar R$ 5,46 Euro R$ 5,97

Esportes Domingo, 15 de Novembro de 2020, 08:09 - A | A

Domingo, 15 de Novembro de 2020, 08h:09 - A | A

HEPTACAMPEÃO

Hamilton conquista sétimo título e iguala recorde de Schumacher

Inglês foi estratégico para vencer o GP da Turquia, em Istambul, e não mais poderá ser ultrapassado na classificação

Eugenio Goussinsky | R7

O piloto inglês, Lewis Hamilton, 35 anos, se sagrou heptacampeão mundial de F-1 e fez história, neste domingo (15), no GP da Turquia, em Istambul, e igualou a marca do alemão Michael Schumacher.

Ele entrou para a história ao vencer a prova, após ultrapassar o mexicano Sérgio Perez, da Racing Point, na 37ª volta, em uma corrida difícil, com pista molhada.

Após a vitória, emocionado, ele mandou uma mensagem para as crianças, ainda no carro.

"Isso é para vocês verem que vocês também podem alcançar os seus sonhos", disse.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Foi mais uma marca alcançada por ele, o primeiro piloto negro da história da categoria. Em outubro, Hamilton se tornou o piloto com maior número de vitórias na Fórmula 1, chegando a 92. Agora ele tem 94, dez delas nesta temporada. Já disputou 264 GPs.

Hamilton vinha fazendo uma corrida tática desde a largada, quando Valtteri Bottas, o único que poderia ultrapassá-lo na somatória de pontos, rodou e foi parar no 19º lugar, sem conseguir mais se recuperar o suficiente para disputar as primeiras colocações. Hamilton precisava terminar com 8 pontos à frente de Bottas, seu companheiro na equipe Mercedes.

Desde os treinos livres, a baixa aderência do asfalto vinha quebrando o favoritismo da Mercedes. Desde 2013 a equipe termina uma prova entre os cinco primeiros colocados.

Com a chuva pela manhã em Istambul, o asfalto ficou ainda mais liso e ajudou o plioto Lance Stroll, da Racing Point, que já vinha largado na pole, ficar em primeiro lugar até a 37ª volta. Mas as trocas de pneus e a potência dos adversários o deixaram para trás na parte final. Ele terminou em nono.

Todos os competidores largaram com pneus de chuva, trocando por intermediários a partir da 8ª volta, quando a pista secou um pouco, não suficiente para a utilização de pneus slick, para pista seca.

O alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, tetracampeão, fez sua melhor corrida no ano. Na parte final, não vinha segurando seu companheiro de equipe, Charles Leclerc, mas, em disputa acirrada, conseguiu ultrapassar na última volta, terminando na terceira colocação e retornando ao pódio. Leclerc ficou em quarto.

O ímpeto de vencedor levou Hamilton a buscar a ultrapassagem de Vettel na 16ª volta, sem êxito, já que a pista molhada o impediu de fazer uma manobra mais arriscada.

Mas, após largar em sexto, chegar a terceiro ainda na primeira volta e depois perder novamente três posições, na volta seguinte, Hamilton optou por não arriscar mais.

O carro não demonstrava o equilíbrio suficiente para manobras mais ousadas. Com uma parada apenas, ele se conformou em ser paciente e deu certo. Chegou à primeira vez após as segundas paradas de Alexander Albon e Vettel.

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, que perdeu a estabilidade mais de uma vez, terminou em sexto. Carlos Sainz, da McLaren, foi outro que teve boa atuação, já que largou em 16º, após perder seis posições na largada, por punição, e terminou em quinto.

Já com o campeão definido, a temporada ainda tem mais três etapas: o Grande Prêmio do Bahrein, no dia 29 de novembro; o Grande Prêmio de Sakhir, também no Bahrein, no dia 6 de dezembro e o Grande Prêmio de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, no dia 13 de dezembro.

search